Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Curso on-line para “cura gay”

Uma propaganda de um curso on-line tem chocado os internautas. Com o intensivo denominado de “Homossexualismo: Prevenção, Tratamento e Cura”, Claudemiro Soares promete ensinar aos alunos a “cura gay”. Na imagem, ele destaca que o conteúdo das aulas é chancelado pelo MPF (Ministério Público Federal), mas o órgão negou essa informação e ressaltou ainda que o caso está sendo investigado pelo Grupo de Combate a Crimes Cibernéticos da entidade – que já registrou oito denúncias sobre o caso.
O anúncio tem provocado grande discussão na internet. Indignados, vários usuários debocharam da postagem com memes que fazem alusão à comunidade LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) e com brincadeiras, como a frase “Por gentileza, não exista”. Além disso, muitas pessoas enviaram fotos de beijos entre homens e mulheres. “A cura gay é você tomar vergonha na sua cara”, ironizou um internauta. “Aceite os gays”, pediu outro.
Na imagem, Soares afirma que as aulas “terão orientações para famílias e educadores à luz da Ciência e da Bíblia”. Para dar mais credibilidade ao curso, ele enumera também suas possíveis formações acadêmicas: mestre em Saúde Pública pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) e especialista em Políticas Públicas pela UFG (Universidade Federal de Goiás).
A assessoria da Fiocruz confirmou que ele é formado no mestrado da instituição, mas a dissertação apresentada era sobre gestão pública, sem nenhuma relação aos homossexuais. Já a assessoria da UFG afirmou que Soares começou o curso na faculdade em 2002, mas abandonou a disciplina sem justificativa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Senado devolve mandato a Aécio Neves

O Senado determinou o retorno de Aécio Neves (PSDB-MG) às suas funções de parlamentar. Por 44 votos a 26, a Casa derrubou decisão do Supr...