Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

320 Cavaleiros participam de Desfile em Canoas

 

“Bravura, destreza e coragem da nossa heroína dos dois mundos” foram os adjetivos que marcaram as homenagens do desfile campeiro da 28ª Semana Farroupilha em Canoas, no ano do bicentenário de uma das principais revolucionárias da Guerra dos Farrapos, Anita Garibaldi. 

A força da mulher gaúcha foi ressaltada durante todo o evento, que mobilizou  de 320 cavaleiros na manhã desta segunda-feira, 20 de setembro.

A concentração dos tradicionalistas iniciou às 8h na Avenida das Canoas, em seguida, os cavaleiros percorreram as ruas da cidade até chegar ao Parque Municipal Eduardo Gomes, onde foram recebidos pela primeira Prenda Mirim da Associação das Entidades Tradicionalistas de Canoas (AETC), Manuela Braz, e pelo prefeito Jairo Jorge. 

Ainda estiveram no evento o vice-prefeito, Nedy de Vargas Marques; o secretário da Cultura, Pinheiro Neto; o presidente da AETC, Jairo Lopes; o presidente da Câmara dos Vereadores, Márcio Freitas; o secretário de Governança e Enfrentamento à Pandemia, Felipe Martini; e demais autoridades e lideranças municipais.

O prefeito Jairo Jorge falou sobre a importância da tradição e da cultura gaúcha, e também enalteceu a força e o protagonismo das mulheres na sociedade. 

“Hoje é um dia de orgulho, memória e honra, porque a história do Rio Grande do Sul foi construída com suor, sangue e paixão em nome de um ideal e são esses valores e princípios que ainda marcam o povo gaúcho: liberdade, igualdade e humanidade, lema da República Rio-Grandense que está no brasão do Estado, no centro da nossa bandeira, e que levamos em nossas tradições”.

O secretário municipal da Cultura, Pinheiro Neto, salientou o compromisso da atual gestão com a cultura gaúcha e afirmou que a prefeitura vem trabalhando desde o início do ano para fortalecer o tradicionalismo no município, com a finalização das obras no Parque do Gaúcho e com a estruturação da nova Diretoria de Tradicionalismo.

Já o presidente da AETC, Jairo Lopes, parabenizou a mobilização dos canoenses e agradeceu o empenho da prefeitura para a realização do evento. 

“Estávamos sentindo muita saudade de uma Semana Farroupilha, que não foi realizada no ano passado em função da pandemia da Covid-19. 

Agradeço à Prefeitura de Canoas e ao prefeito Jairo Jorge pela coragem e pelo esforço, como também a cada um dos tradicionalistas que dedica o seu tempo para honrar e perpetuar as tradições gaúchas”, 


Folclore nas Escolas

O deputado Luiz Marenco (PDT), seguindo sua proposta de sempre olhar pela cultura do Estado, protocolou o Projeto de Lei 265/2021 propondo que seja incluída a temática Folclore Gaúcho no currículo escolar da Educação Infantil, do Ensino Fundamental e do Ensino Médio, no âmbito do estado do Rio Grande do Sul.

Marenco acredita que é necessário dar maiores possibilidades a crianças e adolescentes para que se reconheçam perante a forma de ser e de estar no seu local de nascimento. 

Crê que o estudo do folclore contempla manifestações materiais e imateriais, reforçando a questão de pertencimento aos laços identitários. 

Entende também que a identidade é formadora da personalidade de cada ser perante a cultura, o folclore e o Estado. 

Além do mais, o folclore gaúcho é rico e, na sua opinião, deve ser pautado com prioridade aos alunos, perante os de outras regiões, que também são importantes, mas não devem ser preferenciais nas escolas do Rio Grande do Sul. 

“Como sempre digo, não devemos permitir que a ausência de algo nos transforme em estrangeiros em nossa própria terra” afirma o deputado e, complementa: “acredito que estudar o folclore é a melhor forma de respeitar e compreender sua própria forma de ser perante o mundo”.

Fonte: Mariana Pires/Gab Dep. Marenco

PRF recupera carro roubado e captura foragido da justiça em Canoas

Nesta tarde , a Polícia Rodoviária Federal prendeu um foragido da justiça que dirigia uma Ecosport roubada. 

Ele foi abordado na BR 448 em Canoas.

Os PRFs realizavam policiamento na rodovia quando suspeitaram do condutor de uma Ecosport que, ao avistar a viatura, saiu repentinamente da rodovia. 

Os policias deram ordem de parada, mas ele desobedeceu e fugiu por alguns quilômetros antes de ser interceptado. 

Ao vistoriarem o veículo, os PRFs constataram que ele estava com as placas clonadas e tinha sido roubado há três meses no bairro Sarandi em Porto Alegre. 

O motorista, um homem de 22 anos, estava sendo procurado para cumprir pena por um roubo de veículo realizado em 2018 na cidade de Porto Alegre. 

Na ocasião ele tentou fugir mas foi preso em flagrante pela PRF, que também o prendeu um ano depois, quando estava armado e novamente tentou fugir.

A ocorrência foi encaminhada à polícia judiciária local. 

O preso será encaminhado ao sistema prisional, e o veículo, após periciado, restituído ao seu proprietário. 

Agrotóxico Mata

 

O Brasil é o maior consumidor de agrotóxicos do mundo. em média, ingerimos 5,2 litros de veneno por pessoa a cada ano. 

A maior parte dos agrotóxicos está na nossa alimentação, terra, água e ar.

Isso gera um sério de saúde pública, que afeta a população em geral e os camponeses e trabalhadores rurais em particular, com centenas de casos de mortes registrados.

Frutas, legumes e verduras livres de agrotóxicos tem maior potencial protetor contra o câncer.

O uso de agrotóxico está associado ao aumento da incidência de câncer, pois favorece a alteração do DNA de uma célula, oque pode dar origem a tumores.

Dados do Instituto nacional do câncer (INCA) estimam que a doença afetará 1 milhão e matará 400 mil pessoas nos próximos anos.

Males a saúde causados pelos agrotóxicos: cefaléia, tontura, vômitos, dor abdominal, convulsões, depressão, lesão nos nervos, fígado e rins, anomalia nos fetos e risco de vida. 

A anvisa alerta que 14 tipos de agrotóxicos prejudiciais a saúde já foram proibidos em outros Países e devem ser banidos do Brasil imediatamente. 

As empresas do agronegócio seguem comercializando esses venenos.

A contaminação existe na maioria dos nossos alimentos, principalmente por: níveis de agrotóxicos acima do permitido; agrotóxico não permitido para certos tipo de cultivo; agrotóxicos proibidos no Brasil.

Por: Marco Oliveira jornalista Mtb 00353/16 RJ.

Acendimento da Chama Crioula marca abertura da 28ª Semana Farroupilha de Canoas

Com a chegada de um grupo de cavalarianos da Associação das Entidades Tradicionalistas de Canoas (AETC) e o acendimento da Chama Crioula, o início da madrugada do dia 13 de setembro marcou a abertura do evento teste da 28ª Semana Farroupilha de Canoas. 

A cerimônia foi realizada na Pista de Tiro de Laço, construída no Parque Municipal Eduardo Gomes, que será inaugurada hoje , próximo das 20 horas, minutos antes de começar a primeira noite de espetáculos da programação. 

Também está prevista a entrega do Multipalco e de 20 galpões relocados, marcando a inauguração do Parque do Gaúcho. 

Durante a solenidade, o Hino Rio-Grandense foi cantado por Graciele de Souza, acompanhada do violão de Diego Lacerda. “É uma emoção esse momento. 

Temos que agradecer a Deus porque as coisas estão voltando a acontecer aos poucos. Esse ano, em especial, que faz uma homenagem aos Caminhos de Anita, fortalecendo a participação de todas as mulheres tradicionalistas”, comentou a cantora. 

Para o secretário municipal da Cultura, Pinheiro Neto, a Chama Crioula representa a coragem e as tradições do povo gaúcho. Ele aproveitou para agradecer o empenho de todos os gaúchos e gaúchas que participaram da Cavalgada.

O prefeito de Canoas, Jairo Jorge, pediu um minuto de silêncio em lembrança aos tradicionalistas canoenses que foram vítimas da Covid-19.

 “A Chama Crioula representa a paixão pela cultura e pelas tradições. Representa a memória dos que nós perdemos, mas também dos nossos heróis, que tiveram a coragem de enfrentar o império.

 Lutamos por um ideal. Esse ideal, essa história, que evocamos essa Semana”, salientou. 

Conforme o prefeito, a Semana Farroupilha de Canoas já é a segunda maior do Estado e, em parceria com as entidades tradicionalistas, pode se tornar número 1. “Seria mais fácil ter cruzados os braços. 

Mas, quero reafirmar o meu compromisso com o tradicionalismo e com a cultura na nossa cidade. 

Até 2024, vamos seguir investindo na área destinada ao Parque do Gaúcho”, completou.

O vice-prefeito, Nedy de Vargas Marques, o vereador Gilson Oliveira, representando o Legislativo, a coordenadora da 12ª Região Tradicionalista, Márcia Rosane Monteiro, o presidente da AETC, Jairo Vanderlei Lopes e sua esposa Rosemeri Santos, entre outros representantes das entidades, participaram da cerimônia de abertura da Semana Farroupilha.

Principal símbolo das comemorações dos festejos da Semana Farroupilha, a Chama Crioula ganhou um projeto inédito em Canoas. 

Um grupo de cavalarianos da AETC buscou a centelha no último sábado , no Parque Olmiro Brandão, em Nova Santa Rita e depois seguiu com a Cavalgada Gilson Alves e Helias Peres. 

Antes da chegada ao Parque do Gaúcho, o trajeto  passou em frente ao Paço Municipal e pelos Centros de Tradições Gaúchas (CTGs) de Canoas. 

Conforme o diretor de Tradicionalismo da Secretaria da Cultura, Elcion Brys Gularte, cerca de 100 gaúchos e gaúchas participaram da Cavalgada.

Fonte : PMC


28ª Semana Farroupilha de Canoas: inscrições para os shows começam amanhã


Começam amanhã, às 8 horas, as inscrições gratuitas para o público presencial dos espetáculos do evento teste da 28ª Semana Farroupilha de Canoas. 

Paulinho Mixaria, Grupo Recuerdos e Tchê Barbaridade fazem parte da primeira noite de espetáculos da programação. 

Interessados devem acessar o site www.canoas.rs.gov.br. 

Serão contempladas 60 inscrições de moradores de Canoas para cada dia de apresentações. 

Cada pessoa poderá indicar três convidados, que poderão residir na cidade ou não.

Organizado pela Prefeitura de Canoas, em parceria com a Associação das Entidades Tradicionalistas de Canoas (AETC), a Semana Farroupilha acontece de 13 a 20 de setembro, no Parque Municipal Eduardo Gomes, no bairro Fátima. 

No total, estão previstas 24 apresentações. Guri de Uruguaiana, Os Monarcas, Paulinho Mixaria, Sandro Coelho, Elton Saldanha, Gaúcho da Fronteira, Shana Müller, Renato Borghetti, entre outros nomes integram a programação. 

Além do público presencial de 240 pessoas nos camarotes, as apresentações poderão ser assistidas pelo Youtube e pelo Facebook da Prefeitura.

Somente pessoas vacinadas, com pelo menos uma dose, poderão se inscrever para acompanhar os espetáculos. 

Além disso, será exigido teste RT-PCR ou antígeno com resultado negativo para a Covid-19, realizado até 72 horas antes de cada noite de apresentações. 

A Secretaria Municipal da Cultura informa que a inscrição poderá ser feita no site da Prefeitura sempre três dias antes de cada noite de espetáculos, das 8h às 20 horas. 

Haverá uma lista de reserva para os inscritos. Quem for contemplado e não puder assistir deverá entrar em contato pelo e-mail semanafarroupilha@canoas.rs.gov.br ou pelo telefone (51) 32361467, das 8h às 18h. 

Dessa forma, quem está na lista reserva será comunicado conforme ordem de inscrição.

Testagem no Parque – Quem não conseguir fazer o exame de Covid antecipadamente terá que fazer a testagem no Parque Eduardo Gomes, das 17h às 20h, e aguardar a confirmação de resultado negativo antes de ingressar no espaço dos espetáculos.

Camarotes – Em frente ao palco de shows, será montada uma estrutura com 60 camarotes, com capacidade para quatro pessoas cada, totalizando um público de 240 pessoas por noite de espetáculos.

Quem pode participar dos espetáculos – As apresentações serão abertas para o público adulto vacinado com pelo menos uma dose. 

A exceção vale para adolescentes de 12 a 17 anos que apresentam comorbidades e que já foram vacinados. 

Os espetáculos não poderão ser assistidos por crianças.

Piquetes – Para o público de convidados dos piquetes, será exigida a vacinação contra a Covid, com pelo menos uma dose. 

As crianças, mesmo não vacinadas, poderão ingressar nos galpões com os devidos responsáveis.

Entrada – Na entrada para cada noite de espetáculos no Parque Eduardo Gomes, será exigido o comprovante de residência (que comprove ser morador de Canoas) da pessoa que efetuou a inscrição. 

Os outros três convidados, necessariamente, não precisam residir na cidade. 

Além disso, todos os espectadores precisam estar com o resultado negativo para o teste Covid e apresentarem a carteira de vacinação, com pelo menos uma dose da vacina realizada.

Programação de Espetáculos

13/09

20h – Paulinho Mixaria

21h30 – Grupo Recuerdos

23h – Tchê Barbaridade

14/09

20h – Fábio Duzac

21h30 – Tchê Chaleira

23h – Os Monarcas

15/9

20h – Dante Ramon Ledesma

21h30 – Gaúcho da Fronteira

23h – Renato Borghetti

16/09

20h – Cancioneiro

21h30 – César e Rogério Mello

23h – Os Fagundes

17/09

20h – Joca Martins

21h30 – Luis Carlos Borges

23h Shana Müller

18/09

20h – Guri de Uruguaiana

21h30 – Pedro Ernesto Denardin

23h – Leandro Cachoeira

19/09

20h – Cristiano Quevedo

21h30 – Sandro Coelho

23h – Tchê Guri

20/09

20h – Gaudêncio

21h30 – Elton Saldanha

23h – João Luis Corrêa

Uma Canoas Farroupilha

O território de Canoas respira os movimentos farroupilhas desde os momentos iniciais desta sangrenta batalha, que durou dez anos.

Relatos documentais nos revelam uma época aonde a área que hoje localiza-se o município de Canoas, era apenas a Fazenda Gravataí de propriedade dos herdeiros de Francisco Pinto Bandeira e que foi palco dos encadeamentos da guerra que assolou o estado entre 1835 e 1845.

Diante das varias mortes desta guerra, destaca-se uma, na qual se tem registro que ocorreu em um capão dessa fazenda, citada como ” o caso deplorável do assassinato do Coronel Vicente”, no jornal ”O Noticiador”.

Um dos motivos seria a posição política do baiano Coronel Vicente Ferrer da Silva Freire, um integrante do partido Caramuru e de uma sociedade que tomou o título de Sociedade Militar a qual pertenciam militares que eram contrariados por Bento Gonçalves e o partido Farroupilha.

José Joaquim dos Santos Ferreira em suas ”memórias”, em 1838, escreveu sobre seu casamento com Dona Maria Luíza da Silva Freire, filha legítima do Coronel Comendador Vicente Ferrer da Silva Freire e de Dona Rafaela Pinto Bandeira Freire, e mencionou que seu sogro havia sido assassinado barbaramente com seu filho Diogo, a 26 de janeiro de 1836; efeitos da revolução que está assolando a Província. 

Ainda relatou em seu diário, uma recordação desta atual época, tão assustadora pela revolução que tem vestido esta família de pesado luto e ameaçada de uma ruína total em sua fortuna, já desfalcada em quase todos os bens moventes.

Nos ”Anais do Arquivo Histórico do Rio Grande do Sul” em uma correspondência de José Tomás de Almeida, Encarregado de diligências, em Porto Alegre, em 1836, o mesmo relata que havia cumprido a ordem de prender, a Maximiano Antônio de Pontes, pelos crimes públicos e inafiançáveis que cometeu quando unido aos rebeldes inimigos da pátria, entre eles o de matar e roubar o Coronel Vicente e seu filho, o que na época era público e notório, e de que ele mesmo se gabava.

As consequências dessa morte trouxeram a família para mais próximo das terras da Fazenda Gravataí, no qual seus herdeiros passaram a constituir núcleos habitacionais que levaram aos primeiros focos de povoamento do que futuramente seria o município de Canoas.

De certa forma, esses fatos históricos legitimam as terras de Canoas, como palco da guerra farroupilha e coloca a cidade como referencia na história dessa revolução, que dá nome de uma de suas ruas para esse personagem desse trágico episodio.

Atualmente, no município, assim como em todo o estado, a semana do 20 de Setembro está no calendário principal das festividades culturais.

Em Canoas, o primeiro centro tradicionalista surgiu em 1955 e até 1993, dezessete novos foram criados.

No que diz respeito às comemorações da Semana Farroupilha, conforme Olegar Lopes, em seu livro 50 anos Repontando a Tradição, durante a década de 80 até 1991, o evento compreendia em um translado da chama crioula, realizada por um piquete de cavalheiros de uma entidade para outra. 

Em 1992 a ronda crioula passou a ser em local único, sendo a Primeira Ronda Crioula unificada de Canoas ou o primeiro acampamento farroupilha. 

O CTG anfitrião, o único dessa nova fase, foi o Sentinela do Rio Grande da Base Aérea de Canoas.

A partir de 1993, por decisão dos patrões com apoio da Associação das Entidades Tradicionalistas de Canoas, as comemorações passaram a ser realizadas no Parque Esportivo Eduardo Gomes.

A mudança para o novo local e sua permanência definitiva só foi possível pelo trabalho de muitas pessoas que não mediram esforços para que isso se concretizasse, destacam-se nomes como Firmo Farias dos Santos, Ivone Frare, Carmo Francisco de Souza, Mariano Kuhn e o Prefeito Municipal de Canoas na época, Liberty Dick Conter, o principal apoiador da ideia.

Os primeiros acampamentos foram realizados na área destinada à pratica de esportes, como nos campos de futebol, o que em grande medida, desagradava os frequentadores do parque, pois danificava os gramados nos dias de chuva.

O pioneirismo do evento contou com a boa vontade de quem acreditava no sucesso do novo modelo. 

No início, um lonão logo na entrada da área, um palco com mastros para as bandeiras e um local reservado para proteger a Chama Crioula fazia parte do cenário que durou aproximadamente nove anos para chegar a situação atual dos galpões permanentes.

Até 2002, o evento era organizado e administrado pela prefeitura, após esse período, um convênio foi firmado com Associação das Entidades Tradicionalistas de Canoas, que durou até 2010, conforme decretos publicados pelo executivo do município, aonde novamente a prefeitura, através da secretaria competente retornou sua administração.

Em 2003, a cancha de laço da campeira foi construída no governo Ronchetti, pelo então secretário de planejamento urbano Luiz Carlos Busato, e passou a fazer parte do cenário do evento, e em 2005, foi sede do 2º Rodeio Internacional de Canoas. 

O primeiro havia sido realizado em 1985 no Parque Getúlio Vargas. 

Foram criados dois prêmios para a personalidade como poeta ou musico que defendesse a cultura tradicionalista riograndense, 

O Prêmio Tradicionalista João Palma da Silva em 1998 e o Prêmio Tio Pedrinho em 2005 para o melhor e mais organizado piquete, além do Festival da Música Nativista em 1998.

No ano de 2019, foi iniciada as obras do multipalco Centro de Evento do Parque Eduardo Gomes e a cobertura da cancha de laço, em 2020 o evento não ocorreu devido aos protocolos de saúde da pandemia.

Em 2021 teremos então no calendário cultural de Canoas, a continuação do evento criado em 1993, com a realização da 28º edição da Semana Farroupilha no Parque Eduardo Gomes.

Por : Edison Barcellos/Historiador e pesquisador

Projeto de Resgate Sobre as Corridas de Carreiras e Cancha Reta

Quando era mais nova, assisti muitas carreiras e corridas de cancha reta na Restinga, Zona Sul de Porto Alegre, e algumas vezes na Ilha da Pintada também. 

Mas a primeira vez que assisti uma carreira de verdade, aos moldes de antigamente, foi quando tinha uns 8 anos e lá em Santiago do Boqueirão, nas terras que meu pai nasceu e próximo a fazenda de meu avô. 

As carreiras naquele tempo duravam três dias, foi dessa experiência que tirei uma receita de culinária que virou sensação num Concurso meu como Prenda Regional: o famoso Pastel de Carreira.

Uma iguaria gastronômica tipicamente gaúcha; o pastel característico da região da campanha, era feito de carne de charque e fritado em banha. 

Naqueles tempos não havia luz elétrica no interior das fazendas, ainda se vivia na luz do candeeiro, então se usava o charque nessas ocasiões, porque não estragava. 

A fazenda de meu avô ficava em Monte Alegre, minha avó para esses eventos fazia rapadura de leite, doce muito peculiar naquela região, feito com açúcar mascavo fervido por horas no fogão a lenha até chegar no ponto certo. 

As corridas de cancha reta duravam três dias, e nós crianças, nos divertíamos com nossas fundas  treinando tiro ao alvo num espantalho no milharal. 

Os mais velhos que nós, brincavam com suas espingardas de pressão, fingindo grandes caçadas, ou travavam guerras e lutas de mentirinha por entre a lavoura. 

Naqueles tempos as casas não tinham tramelas, e os cercados existiam só para o gado não fugir. 

Então nós íamos ao lombo do pingo passando em fazenda em fazendo convidando os amigos vizinhos, e reunindo o povo até chegar no local. 

Em cada fazenda que a gente parava o vô apresentava com muito orgulho: "esta é minha neta da cidade, filha do Aguilar - o Magui, o meu filho que é Veterinário". 

E ali ficavam entre um pito de cigarro e outro tomando alguns mates, trocando um dedinho de prosa. 

Em cada fazenda que passávamos, o povo ia se "ajuntando" e cada um levava um "cadinho" de alguma coisa pra todos comer e beber. Lembro muito daquelas roscas de polvilho e as bolachas de maisena, e do hálito ocre de cheiro de canha de pitanga que os homens dividiam entre eles pra beber. 

Quando chegava o fim de tarde, nossas mães nos levavam até o pé da sanga, onde terminávamos de gastar o resto de nossa energia nadando e brincando na beira do rio. 

Depois que nos banhávamos, colocávamos roupas limpas e voltávamos ao acampamento pouco antes do entardecer onde tomávamos um café com leite gordo, comíamos pão caseiro com schimier ou mel, queijo coalho e morcilha. 

Depois desta hora os mais jovens e nós as crianças, sentávamos ao pé do fogo junto aos homens mais velhos. 

Era a hora dos adultos falarem sobre assuntos de alta importância, e nós tínhamos que ficar em silêncio para não ser repreendidos. 

Ficar calado naquela hora era sinônimo de respeito, e de aprender com os mais velhos. 

Ao longe se ouvia o tilintar das panelas e as mazelas das mulheres se revezando no jantar. 

Depois que todos comiam, estendiam as camas no chão, uma ao lado da outra e a gente fazia aquele ritual bonito antes de deitar indo beijar a mão do vô e da vó dizendo: "benção vô, benção vó" e eles respondiam com um bjo na testa e sinal da cruz "abençoado seja meu neto, abençoada seja minha netinha". 

Dá uma nostalgia gostosa de relembrar dessas histórias. 

Se você gostou da minha história e puxou uma ai na sua memória e quiser compartilhar a sua vivência também, mande para o e-mail jornadadeprenda@gmail.com, que publicarei aqui na CND as 5 melhores histórias. 

As 5 melhores e as demais histórias farão parte do projeto de pesquisa "Resgate Sobre as Corridas de Carreiras (corridas de cavalos) e Cancha Reta". 

Não esqueça de acrescentar fotos se tiver para ajudar a compor essa pesquisa e publicarmos aqui neste canal - não esqueça de dizer o ano, onde aconteceu a história vivida e deixar seu telefone para entrarmos em contato posteriormente. 

Créditos de imagem ilustrativa desta matéria, tem por título "Carreirada" do artista plástico Voldinei Lucas. 

Texto: Tanise Ramos Feliciani.

Pavilhão da agricultura familiar vem superando as expectativas

 Em uma Expointer considerada como de transição, levando em consideração a pandemia e o retorno do formato tradicional da feira seguindo protocolos de saúde, o pavilhão da agricultura familiar vem atingindo bons números até o momento.

Desde o sábado até a terça-feira , o montante total de vendas atingiu a casa dos R$935 mil, número positivo tendo em vista a diminuição das agroindústrias em virtude das restrições impostas pela pandemia. 

Nesta edição, são 228 empreendimentos divididos nos 210 estantes montados no pavilhão da agricultura familiar.

Grande parte dos expositores consultados considera que as vendas e a movimentação de público estão superando as expectativas. 

Para o presidente da Fetag-RS, Carlos Joel da Silva, “a Expointer 2021 está sendo positiva para a Federação e para os expositores. 

Sabemos que ainda não é o modelo de Expointer ao qual estamos acostumados, mas já está sendo um passo adiante em relação ao ano passado, em que o público não podia sequer descer do carro dentro do pavilhão da agricultura e não pode acessar os demais espaços do parque”.

Para essa edição da Expointer, a parceria entre a Fetag-RS com Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais (Fetaemg), proporcionou a vinda das agroindústrias mineiras que, dentre as novidades, traz o café orgânico feminino da COOPFAM. 

Também estão presentes agroindústrias do Amapá e do Rio de Janeiro.

Dentre os destaques das agroindústrias gaúchas, temos a geleia de alho da agroindústria Slaifer, de Encantado, e a cachaça de série limitada e numerada da Cachaçaria Harmonie schnaps, de Harmonia.

A Expointer 2021 continua até o próximo dia 12 de setembro.

Fonte : Imprensa FETAG-RS

Dudu Braga, filho do cantor Roberto Carlos, morre aos 52 anos

O produtor musical Dudu Braga, filho de Roberto Carlos, morreu hoje , aos 52 anos, no hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo. 

Ele estava em tratamento contra um câncer no peritônio, uma membrana que envolve a parede abdominal.

Publicitário por formação, Dudu também era produtor musical, radialista e jornalista. 

Ele apresentava um programa de rádio chamado “As Canções que você fez pra mim” em mais de 40 emissoras do Brasil e de Portugal, onde falava das histórias por trás das canções do pai.

Deficiente visual, Dudu também assinava colunas em revistas musicais, tocava bateria e tinha uma banda chamada “RC na Veia”, em homenagem ao pai .

Novos Peões e Prendas da 12 RT

Nesta tarde de hoje assumiu a nova gestão regional de prendas e peões 2021/2022.

CHINOCA :

1ª Débora Carvalho- DTG Figueira Velha

2ª Alexandra Rodrigues Cardozo - CTG Chama Nativa

3ª Daiane Pires dos Santos - GT Sepé Tiarajú

XIRÚ :

Maikel Backes - CTG Piazitos do Sul

GURI :

Israel Rodrigues - CTG Mata Nativa

MIRIM :

1ª Dara Montagna - CTG Mata Nativa

2ª Marya Eduarda Clavé Vargas - GPF Aldebarã

JUVENIL :

1ª Yasmin da Silva Bandeira - CTG Tapera Velha

2ªEmilly Nicoly Lobato Teixeira - CTG Estância de Sapucaia

3ªMaria Eduarda Soares Martins - CTG Chama Nativa

ADULTA :

Ândria da Silva Morinel - CTG Estância de Sapucaia

Governador Eduardo Leite visita a Fetag-RS

Nesta terça-feira , o estande da Fetag-RS recebeu a visita do governador do Estado do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite. 

A visita ocorreu logo após o ato oficial de abertura do pavilhão da agricultura familiar. 

O governador foi recebido pela diretoria da Fetag-RS e ouviu uma pauta da federação: mais recursos para a agricultura e a pecuária familiar em 2021 e para o desenvolvimento das agroindústrias familiares. 

Leite reconheceu a importância do trabalho dos agricultores familiares e afirmou que a agricultura familiar produz muito em pequenas propriedades. 

O presidente da Fetag-RS, Carlos Joel da Silva, em sua fala, salientou a importância da retomada da Expointer em formato presencial e o excelente trabalho que as agroindústrias e a pecuária familiar trazem para a feira.

Após a visita no estande, o governador foi conduzido pelo presidente Carlos Joel da Silva em visita aos expositores no pavilhão da agricultura familiar. 

O roteiro foi encerrado no estande da Educação no Campo, onde a diretora da Fetag-RS Maribel Moreira e os professores presentes apresentaram as escolas participantes e solicitaram mais recursos do Governo do Estado para o ensino de alternância, considerado de grande importância pela Federação.

Também estiveram presentes na  visita o vice-presidente da Fetag-RS, Eugênio Zanetti, e a diretora Maribel Moreira; o secretário-chefe da Casa Civil, Artur Lemos; o prefeito de Esteio, Leonardo Pascoal; e o presidente da Assembleia Legislativa, Gabriel Souza.

 Fonte : Imprensa FETAG-RS

ORIENTAÇÕES para 28ª Semana Farroupilha de Canoas.

De 13 a 20 de setembro, no Parque Municipal Eduardo Gomes (Avenida Guilherme Schell, 4.400, Fátima), acontece o evento teste da 28ª Semana Farroupilha de Canoas. 

A programação, organizada pela Prefeitura de Canoas em parceria com a Associação das Entidades Tradicionalistas de Canoas (AETC), vai seguir todos os protocolos sanitários de cuidados com a Covid-19.

Somente pessoas vacinadas, com pelo menos uma dose, poderão se inscrever para acompanhar os espetáculos. 

Além disso, será exigido teste PCR ou antígeno com resultado negativo para a Covid-19, feito nas últimas 72 horas que antecedem cada noite de apresentações. 

*Apresentações programadas* - A programação de espetáculos da Semana Farroupilha vai contar com 24 apresentações, três  por noite, com público limitado presencial e transmissão online.

*Camarotes* – Em frente ao palco de shows, será montada uma estrutura com 60 camarotes, com capacidade para quatro pessoas cada, totalizando um público de 240 pessoas por noite de espetáculos. 

*Quem pode participar dos espetáculos* – As apresentações são abertas para o público adulto vacinado, com pelo menos uma dose.

A exceção vale para adolescentes de 12 a 17 anos que apresentam comorbidades e que já foram vacinados.

Os espetáculos não poderão ser assistidos por crianças. 

*Inscrições Online* – Interessados em conferir os espetáculos devem fazer a inscrição pelo site da Prefeitura de Canoas www.canoas.rs.gov.br.   Três dias antes de cada noite de espetáculos,  será disponibilizado o link para o formulário de inscrições no portal municipal. Uma única pessoa faz a sua inscrição e já garante a inscrição de outras três pessoas (membros da família ou amigos).

É necessário indicar o número de CPF dos inscritos.

Obrigatoriamente, quem faz a inscrição do grupo precisa ser morador de Canoas.  

*Testagem antecipada* - Os primeiros 60 inscritos, e os seus convidados, que tiverem a participação confirmada para os espetáculos, podem garantir o teste antígeno com antecedência, de até 72 horas, junto aos cinco centros de testagem da cidade: 

Centro de Testagem Móvel – Praça do Avião, Centro;

Posto CAIC – R. Vinte e Um de Março, 100, Setor 4 A, Bairro Guajuviras;

Posto União – R. São Borja, 395, Bairro Mathias Velho;

Posto Nova Niterói –R. Quaraí s/n°, Bairro Niterói e na

Subprefeitura Sudoeste – Rua Edgar Fritz Müller, 430, Bairro Rio Branco.

*Testagem no Parque* 

Quem não conseguir fazer o teste Covid antecipadamente, terá que fazer a testagem no Parque Eduardo Gomes, das 17 às 20 horas, e aguardar a confirmação de resultado negativo antes de ingressar no espaço dos espetáculos. 

*Piquetes* – Para o público de convidados dos piquetes, será exigida a vacinação contra à Covid, com pelo menos uma dose.

As crianças, mesmo não vacinadas, poderão ingressar nos galpões com os devidos responsáveis. 

*Entrada* - Na entrada para cada noite de espetáculos no Parque Eduardo Gomes, será exigido o comprovante de residência (que comprove ser morador de Canoas) da pessoa que efetuou a inscrição.

Os outros três convidados, necessariamente, não precisam residir na cidade. 

Além disso, todos os espectadores precisam estar com o resultado negativo para o teste Covid e apresentarem a carteira de vacinação, com pelo menos uma dose da vacina realizada. 

*Programação de Espetáculos* 

13/09

20h – Paulinho Mixaria

21h30 – Grupo Recuerdos

23h – Tchê Barbaridade

14/09

20h – Fábio Duzac

21h30 – Tchê Chaleira

23h – Os Monarcas

15/9

20h – Dante Ramon Ledesma

21h30 – Gaúcho da Fronteira

23h – Renato Borghetti

16/09

20h – Cancioneiro

21h30 – César e Rogério Mello

23h – Os Fagundes

17/09

20h – Joca Martins

21h30 – Luis Carlos Borges

23h Shana Müller

18/09

20h – Guri de Uruguaiana

21h30 – Pedro Ernesto Denardin

23h – Leandro Cachoeira

19/09

20h – Cristiano Quevedo

21h30 – Sandro Coelho

23h – Tchê Guri

20/09

20h – Gaudêncio

21h30 – Elton Saldanha

23h – João Luis Corrêa

Apresentação no Palco : Pedro Junior Lemos da Fontoura 

Fonte : PMC

Cultura prepara programação da chegada da Chama Crioula


Com todos os cuidados sanitários de prevenção à Covid-19, a Prefeitura de Canoas e a Associação das Entidades Tradicionalistas (AETC) desenvolvem projeto inédito para a chegada da Chama Crioula. 

A Cavalgada Gilson Alves e Elias Peres, que faz parte do evento teste para a 28ª Semana Farroupilha, começa com a busca da Centelha da Chama Crioula em Nova Santa Rita, no dia 11 de setembro, e segue o trajeto passando em frente da Prefeitura e de 13 Centros de Tradição Gaúcha (CTGs) de Canoas até o final da noite do dia 12. 

A chegada acontece a meia-noite do dia 12 para o dia 13 de setembro, no Parque Municipal Eduardo Gomes.

Um grupo de cavalarianos da Associação das Entidades Tradicionalistas de Canoas (AETC) fica responsável pela condução da Centelha da Chama Crioula. 

A chegada está prevista na Cancha Coberta de Tiro de Laço, no Parque Eduardo Gomes, marcando o início da Semana Farroupilha, de 13 a 20 de setembro. 

Cerca de 80 cavalarianos participam da solenidade de acendimento da Chama Crioula em Canoas. 

Será exigida apresentação do passaporte sanitário, pelo menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19.

A centelha da Chama será recebida em Nova Santa Rita pela cavalariana Lucéia Morgani Fabriz e chegará à Cancha de Tiro de Laço, no Parque Eduardo Gomes, conduzida pela cavalariana Márcia Rodrigues dos Santos Dias, em alusão ao tema dos festejos farroupilhas 2021: Caminhos de Anita.
A Chama Crioula é o marco inicial do movimento tradicionalista organizado. Resgata o sentimento de pertencimento da cultura e tradições.

 “Teve início através de um gesto simples, de um grupo de estudantes que retirou com um cabo de vassoura a centelha da chama da pira da pátria, tornando este, o símbolo mais importante dos festejos da Semana Farroupilha”, destaca o diretor de Tradicionalismo da Secretaria da Cultura, Elcion Brys Gularte.

Saiba mais:

* A Cavalgada Gilson Alves (Juca) e Elias Peres busca homenagear dois representantes tradicionalistas de Canoas, que faleceram vítimas da Covid-19;
* A 28ª Semana Farroupilha acontece no modelo híbrido. 

* Estão previstos 24 espetáculos para o Palco principal, no Parque Eduardo Gomes e atividades culturais que serão transmitidas apenas de forma online.

Fonte : PMC

Primeiro dia da Expointer é positivo para a agricultura familiar

 No sábado , primeiro dia da 44ª Expointer, os números do pavilhão da agricultura familiar podem ser considerados como positivos para as agroindústrias familiares que estão presentes na feira.

No total, os 228 empreendimentos familiares, que estão divididos em 210 estandes, comercializaram R$201.896,32.

A Fetag-RS, responsável pela inscrição de 155 agroindústrias, considera os números positivos levando em consideração que a Expointer de 2021 apresenta restrições devido pandemia, dentre elas o controle de público no interior o pavilhão e a redução no número de empreendimentos familiares expositores.

Fonte : Imprensa Fetag/RS

Visitando a Casa da ADJORI RS na 44 Expointer

Dando início aos trabalhos da Casa da Adjori no Parque de Exposições Assis Brasil, nesta 44ª Expointer em Esteio, o presidente da entidade, Jair Francisco de Souza,  recebeu hoje o jornalista Cauê Nascimento, do Site Canal Notícias Digitais.
Muitas personalidades do mundo da imprensa, da política e dos negócios, deverão visitar o espaço especial da Imprensa do Interior neste evento.

Conheça o Galpão Virtual Jornada de Prenda

A atual 1ª Prenda do "35" CTG, Lenara Valente da Silva, convida a todos para visitarem o Galpão Virtual Jornada de Prenda - pelo link https://jornadadeprenda.info/ - e deixarem suas sugestões. 

Estende o convite a todas as Prendas, com ou sem faixa, para compartilharem suas trajetórias também. 

Lenara está com 21 anos e é natural da Leal e Valerosa Cidade de Porto Alegre, Capital de Todos os Gaúchos. 

É filha de Fernanda Branco Valente (professora) e Vladimir Dorneles da Silva (estivador/servidor portuário). 

Suas atividades favoritas são estudar, montar quebra-cabeças e as aventuras em contato direto com a natureza. 

Cursa Administração na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e almeja atuar na área de Auditoria, com estima e projeção especial para com o compromisso com o esforço coletivo do constructo da Sustentabilidade. 

É bolsista de Aperfeiçoamento Técnico Administrativo da Comissão de Graduação (COMGRAD) da Faculdade de Direito. 

Integra a equipe de atendimento do Programa Pro Ser Saúde, do Dr. Uronal Zancan. 

Também atua com desenvolvimento e gerenciamento de conteúdo para plataformas educacionais e websites institucionais e com apoio em planejamento e execução de projetos e formações.

 Ingressou no "35" CTG aos 10 anos, pelo grupo de danças mirim. Com as vivências tradicionalistas, obteve uma nova dimensão de conscientização dos valores intangíveis da cultura. 

Participou da Ciranda Cultural de Prendas a nível interno, regional e estadual, além dos concursos de Prenda Farroupilha e de Mais Prendada. 

Sobre a experiência com o resultado no 33º Rodeio Crioulo Internacional de Vacaria, destaca: “Fiquei absorta na recapitulação de tudo que passei para chegar até ali. 

Tinha plena cognoscibilidade de que não seria fácil, mas apesar das limitações e dos imprevistos, não desisti. Tentei... e consegui! 

Eis a conquista, pela quarta vez para a capital e pela primeira vez para o "35" CTG”. 

A escrita, os versos e a declamação foram essenciais em seu processo de integração. 

Com o projeto do Galpão Virtual Jornada de Prenda, Lenara abre cancha para o compartilhamento de vivências, promovendo o acesso e a troca cultural e estimulando a leitura e a escrita. 

"A ideia de construir o Galpão Virtual Jornada de Prenda surgiu a partir de uma dificuldade desafiadora de resumir a trajetória como Prenda. 

Foi necessário abrir o "leque" completo de vivências para sintetizar tudo em alguns parágrafos e, outras vezes, em algumas linhas. 

Esse galpão virtual visa facilitar, fomentar e elevar o acesso e a troca cultural, além de incentivar e promover a leitura e a escrita. 

Não é um trabalho simples mas, indubitavelmente, vem para agregar culturalmente." 

Outro projeto em andamento é o resgate sobre as carreiras (corridas de cavalos). 

Convida quem já teve contato para participar e contribuir. Canais para contato: WhatsApp: wa.me//5554999295054 E-mail: jornadadeprenda@gmail.com

Colaborou : Tanise Ramos Feliciani

Semana Farroupilha 2021: música, arte e tradição

Para comemorar os Festejos Farroupilhas, a Prefeitura de Canoas e entidades tradicionalistas preparam a 28ª Semana Farroupilha, de 13 a 20 de setembro. 

Estão previstas 24 apresentações, três atrações por noite, no Multipalco, que será inaugurado no Parque Eduardo Gomes (Avenida Guilherme Schell, 4.400, Fátima). 

A participação nos espetáculos acontecerá a partir das inscrições online pelo site da Prefeitura de Canoas www.canoas.rs.gov.br. 

Nomes conhecidos no tradicionalismo, Gaúcho da Fronteira, Shana Müller, Renato Borghetti, Sandro Coelho, Guri de Uruguaiana, Elton Saldanha, Os Monarcas, César Oliveira e Rogério Melo, Luiz Carlos Borges, Pedro Ernesto Denardin, entre outros, estão confirmados para o evento teste. 

O secretário municipal da Cultura, Pinheiro Neto, lembra que Canoas organiza uma grande festa para celebrar as tradições gaúchas e entregar cultura para a população. 

Em cada noite, o mesmo público, inscrito e selecionado, vai poder acompanhar três espetáculos. "Com responsabilidade e segurança, a Semana Farroupilha vai marcar a retomada das grandes festas na cidade, além de levar cultura e entretenimento para os participantes, vai gerar renda para os artistas e profissionais do setor cultural. 

Será um evento teste", frisa Pinheiro Neto. 

Inscrições no site da Prefeitura :

Somente pessoas vacinadas, com pelo menos uma dose da vacina contra a Covid-19, poderão se inscrever, pelo site da Prefeitura de Canoas: www.canoas.rs.gov.br, para conferir as atrações.  

As inscrições devem ser feitas três dias antes de cada noite de espetáculos. 

Mais informações pelo telefone: (51) 3425.7702, opção 4.

Testagem antecipada :

Para conferir as apresentações culturais, será exigida, além da vacinação, o teste Covid-19, com resultado negativo, feito nas últimas 72 horas. 

As pessoas que tiverem a participação confirmada para os espetáculos podem garantir a testagem com antecedência  junto aos centros de testagem da cidade, com a localização indicada na própria confirmação por e-mail. 

Quem não conseguir fazer o teste antecipadamente, terá que fazer a testagem no Parque Eduardo Gomes, chegando, no mínimo, às 18 horas. 

Programação :

13/09 

20h - Paulinho Mixaria

21h30 - Grupo Recuerdos

23h - Tchê Barbaridade

14/09

20h - Fábio Duzac

21h30 - Tchê Chaleira

23h - Os Monarcas

15/9

20h - Dante Ramon Ledesma 

21h30 - Gaúcho da Fronteira

23h - Renato Borghetti 

16/09

20h - Cancioneiro

21h30 - César e Rogério Mello

23h - Os Fagundes

17/09

20h - Joca Martins 

21h30 - Luis Carlos Borges

23h Shana Müller

18/09

20h - Guri de Uruguaiana

21h30 - Pedro Ernesto Denardin

23h - Leandro Cachoeira

19/09

20h - Cristiano Quevedo 

21h30 - Sandro Coelho 

23h - Tchê Guri

20/09

20h - Gaudêncio 

21h30 - Elton Saldanha

23h - João Luis Corrêa

Trabalhadores da Expointer fazem teste de Covid

Uma das medidas de segurança da Expointer neste ano é a testagem prévia de Covid-19 de todos os trabalhadores da feira. 

É obrigatória a apresentação de exame negativo de RT-PCR ou antígeno, feito no máximo nas 72 horas anteriores ao dia do primeiro acesso ao evento. 

Por isso, ontem a SES (Secretaria da Saúde) realizou o teste nos servidores da pasta que, a partir de sábado  trabalharão no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio.

Além dos profissionais da Saúde, foram testados servidores das secretarias de Desenvolvimento Econômico, de Turismo, da Educação e de Comunicação e da Brigada Militar. 

O mesmo protocolo foi aplicado aos servidores da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural na semana passada, que começaram as atividades no parque no último final de semana.

O Lacen/RS (Laboratório Central do Estado) realizou os exames em cerca de 200 servidores.

As outras pessoas do público interno (expositores, copromotores, trabalhadores em geral) já devem chegar à feira com a comprovação do exame negativo de laboratório, conforme consta no regulamento da Expointer. 

O documento precisa ser apresentado no momento do credenciamento e deve ter sido realizado, no máximo, nas 72 horas anteriores. 

Na eventualidade de algum profissional chegar ao parque sem o exame, um local para a testagem foi montado em parceria com a Secretaria de Saúde de Esteio. 

Nesses casos, o acesso só é permitido após o teste, desde que com resultado negativo.

Não será obrigatório estar vacinado contra o coronavírus para trabalhar no evento. 

Contudo, a todos do público interno foi ofertada a antecipação da dose caso a sua idade ainda não tivesse sido alcançada nos seus respectivos municípios de residência.

O uso de máscara será obrigatório na feira. Dentro do parque, haverá dispensers de álcool em gel e lavatórios de mãos em pontos estratégicos.

320 Cavaleiros participam de Desfile em Canoas

  “Bravura, destreza e coragem da nossa heroína dos dois mundos” foram os adjetivos que marcaram as homenagens do desfile campeiro da 28ª Se...