Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começa na terça-feira

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe começa na terça-feira e se estende até 9 de maio. A vacina protege contra os três subtipos do vírus da gripe que mais circularam no inverno passado (H1N1; H3N2 e influenza B), como recomenda a Organização Mundial da Saúde (OMS). 
A novidade da campanha deste ano é a ampliação do público-alvo infantil. Na edição passada, apenas as crianças de seis a 23 meses recebiam a vacina. Este ano a faixa etária foi estendida até os 4 anos. As crianças precisarão tomar duas doses da vacina, sendo a segunda administrada nos postos de saúde 30 dias após a primeira. Para os portadores de doenças crônicas é necessária a apresentação de prescrição médica com a indicação do imunizante. Mulheres no pós-parto devem apresentar algum documento que comprove terem dado à luz no período previsto pela campanha.
A vacina é segura e é a melhor forma de evitar doenças graves, internações ou mesmo óbitos por complicações associadas à gripe. Estudos demonstram que a imunização pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias e de 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza. Pessoas febris, portadores de doenças neurológicas, com história de alergia grave relacionada a ovo e reação a doses anteriores devem consultar um médico antes de tomar a vacina.

Público-alvo da campanha:

Crianças maiores de 6 meses e menores 5 anos: 593 mil

Pessoas acima dos 60 anos: 1,4 milhão

Gestantes: 103 mil

Puérperas (mulheres até 45 dias após o parto): 17 mil

Doentes crônicos: 1,2 milhão


Os grupos prioritários são escolhidos levando em conta as pessoas com mais chances de desenvolver complicações a partir da gripe. A meta é alcançar uma cobertura de 80% em cada grupo. Também recebem a dose os indígenas que vivem em aldeias; os profissionais de saúde, que se vacinam nos próprios locais de trabalho; e a população privada de liberdade, devido aos altos índices de doenças respiratórias.

* Com informações da Secretaria da Saúde do RS 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Semana Farroupilha de Canoas recebeu mais de 120 mil pessoas

Foram 12 dias de intensas atividades na Semana Farroupilha de Canoas. Mais de 120 mil pessoas marcaram presença no Parque Eduardo Gomes...