Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Sessão Solene na AL homenageia mulheres

Em sessão solene no Plenário 20 de Setembro, a Assembleia Legislativa homenageou ontem, o Dia Internacional da Mulher, transcorrido no último dia 8. Os pronunciamentos na tribuna foram em sua maioria feitos pelas representantes femininas de cada bancada, e trouxeram reflexões sobre as conquistas já obtidas e o caminho ainda a ser percorrido.
 Durante a cerimônia, o Parlamento gaúcho também fez a entrega do Troféu Mulher Cidadã 2014, que distinguiu mulheres com atuação destacada no incentivo à participação política e à profissionalização feminina.

Presidente:

Ao abrir a solenidade, o presidente Gilmar Sossella (PDT) saudou a todas as mulheres, através das deputadas e das homenageadas com o Troféu Mulher Cidadã. Destacou os trabalhos desenvolvidos na Assembleia na defesa da consolidação dos direitos da mulher, salientando, entretanto, que existem muitos desafios a serem vencidos ainda, em prol de uma sociedade mais justa e igualitária.

Pronunciamentos:

Em nome da bancada do Partido dos Trabalhadores, subiram à tribuna para homenagear as mulheres as deputadas Stela Farias, Marisa Formolo e Ana Affonso, que também representaram a deputada Miriam Marroni.
Stela Farias salientou que a sessão solene comemora os avanços, mas também deve ser um momento de reflexão sobre as conquistas que as mulheres ainda almejam. Destacou algumas conquistas já efetivadas, como a criação da primeira estrutura nacional da Secretaria de Política para as Mulheres. Mas criticou o ainda “conservadorismo” existente no Regimento da Assembleia, defendendo a aprovação de proposta que tramita na Casa, vedando a convocação de suplente no caso de licença-maternidade de deputadas.
Também criticou esta questão a deputada Marisa Formolo, umas das idealizadoras da proposta apresentada pela Mesa Diretora, e que deverá votada na próxima Ordem do Dia, visando eliminar este dispositivo do Regimento Interno. Ana Affonso, ao reiterar o compromisso de lutar cada vez mais para que haja igualdade no sociedade, entre homens e mulheres, salientou que “se estamos aqui é por sermos muito teimosas, porque a sociedade não construiu as condições para que chegássemos aos espaços do Poder”. A deputada emocionou-se ao falar da filha Sofia, recém-nascida, e disse que estar no Parlamento nesse momento é um esforço e um símbolo da luta feminina pela igualdade.
Pela bancada do PMDB, a deputada Maria Helena Sartori registrou as dificuldades históricas que as mulheres encontraram pelo caminho para conquistarem seus espaços. “O processo de emancipação feminina nos conduziu a conquistas históricas, abrindo caminhos para a complementariedade inovadora, mas precisamos avançar ainda mais”, acrescentou a parlamentar.
Pela bancada do PP, a deputada Silvana Covatti destacou a participação da mulher, especialmente na política, no mercado de trabalho e na família. “Não podemos deixar, nesse momento importante do nosso País e do nosso Estado, de manter nossos objetivos de vida pública”, salientou, entre outros aspectos. Ao concluir, fez um chamamento para que as mulheres permaneçam unidas na busca de novas conquistas.
Pelo PDT, o deputado Ciro Simoni, usando da palavra em homenagem à deputada Juliana Brizola, que não pode se fazer presente, manifestou o voto favorável da bancada pedetista à proposta que veda a necessidade de convocação de suplente de deputadas em licença maternidade. Lembrou que, no último sábado, ouviu a presidenta Dilma salientar que a mulher é a nova força que move o Brasil. “Eu afirmo – lembrando as presidentas do Chile e da Argentina – que também o nosso continente se move pela força das mulheres. A parceria feminina no comando de três importantes nações latino-americanas é algo expressivo”, observou.
As deputadas Zilá Breitenbach e Elisabete Felice usaram da palavra em nome da bancada do PSDB. Zilá Breitenbach destacou que, no Brasil, são hoje 657 prefeitas, de um total de 5.500 prefeitos, e 7.600 vereadoras, de um total de 57 mil, o que demonstra que a mulher tem muito que avançar ainda. “Temos que buscar o nosso espaço, temos que ser participativas, temos que dedicar um pouco do nosso tempo à política partidária também, à política de melhorias e qualidade de vida, à política de Educação”, salientou.
A deputada Elisabete Felice observou que o grau de importância que a mulher desempenha na sociedade é percebido no contexto atual por meio da participação feminina nos campos político, social e econômico. “Entretanto, independentemente dos avanços conquistados até aqui, as questões de gênero devem sempre estar na pauta das discussões da sociedade civil e do Estado, dada a importância da defesa dos direitos e da igualdade entre os indivíduos na construção de um mundo mais justo”.
Em nome da bancada do PTB, o deputado Jurandir Maciel, ao homenagear todas as mulheres, destacou a necessidade de criação e ampliação de políticas públicas no sentido de amparar a mulher cidadã, a mulher mãe, a mulher dona-de-casa, a mulher trabalhadora, a mulher empreendedora ou, simplesmente, amparar e proteger a mulher, pela sua pura e plena condição de ser humano.
Pela bancada do PSB, o deputado Heitor Schuch fez uma saudação especial às homenageadas com o troféu Mulher Cidadã e, também, à luta do Movimento Sindical dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais e, em nome da senhora Inque Schneider, coordenadora estadual das Mulheres Trabalhadoras Rurais, reafirmando seu apoio à luta pela valorização da mulher do campo e pela garantia de seus direitos.
Pela bancada do PPS, o deputado Paulo Odone, ao homenagear as mulheres, disse acreditar que o processo de emancipação feminina promoveu a maior revolução dos costumes da história da humanidade. “Traduz-se essencialmente no respeito ao outro, pois não há saída na discriminação, apenas no reconhecimento das diferenças, sem que isso possa determinar nenhum juízo de valor", afirmou.
Em nome da bancada do PCdoB, o deputado Raul Carrion, além de destacar a necessidade de a Assembleia aprovar a proposta que veda a convocação de suplente de deputadas quando em licença maternidade, defendeu também a aprovação de sua proposta que garante a proporcionalidade de mulheres na composição da Mesa Diretora do Legislativo estadual e na presidência de comissões permanentes.
 Em nome da bancada do SDD, o deputado Cassiá Carpes destacou a importância da mulher na sociedade e na família, salientando a conquista de  espaços com muita inteligência, sabedoria, perspicácia e sensibilidade.

Mulher Cidadã:

Durante a solenidade receberam o Troféu Mulher Cidadã, criado em 1998 e representado por uma criação especial do artista plástico Waldomiro Motta, as seguintes personalidades:
Tereza Helena Campello, ministra de Desenvolvimento Social e Combate à Fome desde 2011. Por meio do programa Brasil Sem Miséria vem enfatizando a importância de políticas destinadas às mulheres. Economista formada pela Universidade Federal de Uberlândia, foi assessora econômica da Prefeitura de Porto Alegre e coordenadora do Gabinete de Planejamento e Orçamento Participativo (1989-1993). Em Brasília, na gestão do ex-presidente Lula, participou da coordenação do grupo de trabalho que concebeu o Bolsa Família. O deputado federal Paulo Ferreira, esposo da ministra, recebeu o troféu na categoria de promoção da Participação Política da Mulher, em nome da homenageada.
Maria Odete Rigon, prefeita de Portão, formada em Magistério em 1982 e em Gestão Pública, pela Universidade de Caxias do Sul, em 2009. Com longa carreira na política municipal, foi eleita vereadora por três mandatos, vice-prefeita por dois e, atualmente, está à frente da Prefeitura de Portão (2012-2016). Militante atuante, tem conquistado investimentos nas áreas da Saúde, Educação e Segurança para aquele município. Também recebeu o troféu na categoria de promoção da Participação Política da Mulher.
Irmã Lourdes Maria Staudt Dill, da Congregação das Filhas do Amor Divino, que há 30 anos desenvolve trabalho junto às populações mais carentes, na busca de oportunidades de renda digna. Educadora popular do cooperativismo, da economia solidária e da agricultura familiar, coordena o projeto Esperança, que congrega 260 associações de 34 municípios da região central do RS. Sua trajetória é dedicada à profissionalização e geração de trabalho e renda, com relevante contribuição às causas femininas. Recebeu o teroféu na categoria de profissionalização e Geração de Trabalho e Renda para a Mulher.

Presenças:

Prestigiaram a solenidade em homenagem ao Dia Internacional da Mulher e a cerimônia de entrega do Troféu Mulher Cidadã, a secretária estadual de Políticas para as Mulheres, Ariane Leitão, representando o governador Tarso Genro; o deputado federal Paulo Ferreira, representando a Câmara dos Deputados e sua esposa e homenageada, a ministra Tereza Campello; a promotora Velocy Melo Pivatto, representando o procurador-geral de Justiça, Eduardo de Lima Veiga; a secretária municipal adjunta dos Direitos Humanos de Porto Alegre, Waleska Vasconcellos, representando o prefeito José Fortunati; a vereadora Lourdes Sprenger, representando a Câmara Municipal da Capital; Elizabeth Valdez da Silva, representante do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher; a procuradora-geral do Estado adjunta, Roselaine Rockembach, e a  secretária executiva do Codesul e presidente do Fórum das Mulheres, ex-senadora Emília Fernandes, entre outras autoridades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Senado devolve mandato a Aécio Neves

O Senado determinou o retorno de Aécio Neves (PSDB-MG) às suas funções de parlamentar. Por 44 votos a 26, a Casa derrubou decisão do Supr...