Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

I Conferência Estadual do Povo de Terreiro

Uma comitiva integrada por 12 delegados do povo de terreiro de Canoas e das regiões dos vales do Caí e do Sinos participam da I Conferência Estadual do Povo de Terreiro do Rio Grande do Sul, sob tema A Matriz Africana e seus Pressupostos Civilizatórios. O evento ocorre até o 30 de março, no Hotel Embaixador, na Rua Jerônimo Coelho, 354, em Porto Alegre. 

O secretário especial da Coordenadoria Municipal de Políticas de Diversidade, Rogério Ambieda, o Tigre, representa a Prefeitura de Canoas na Conferência. Segundo ele, a delegação de Canoas e Região dos vales do Caí e do Sinos, vai apresentar e defender 30 propostas tiradas na I Conferência Regional, realizada em Canoas, no mês de fevereiro.


Dinâmica de trabalho:

O debate na Conferência Estadual será dividido em quatro eixos temáticos: Direitos Humanos/ Marco Legal, Racismo e Intolerância Religiosa/Desenvolvimento Sustentável e Comunidade Tradicional / Organização Social, Política e Educação.
Entre as propostas, destacam-se:


Eixo 1 - Direitos Humanos


A criação de Delegacias Especializadas no atendimento aos crimes de preconceito, intolerância religiosa, racismo, ódio e demais crimes oriundos do preconceito ao Povo de Terreiro, utilizando como paradigma o Cartório de Diversidade de Canoas.


Eixo 2 - Marco Legal, Racismo e Intolerância Religiosa


Efetivar a laicidade do estado nos organismos públicos de forma que o mesmo não priorize a inserção de determinados símbolos religiosos em detrimento de outros.


Eixo 3 - Desenvolvimento Sustentável e Comunidade Tradicional 


Revisão da Resolução do CONAMA 001 de 08 de março de 1990, que estabelece o limite de emissão sonora de 50 decibéis. A proposta é que altere para 65 decibéis a noite e 75 decibéis durante o dia.


Eixo 4: Organização Social, Política e Educação




Garantia de recursos para a implementação de políticas que garantam a formação educacional e a participação popular do povo de terreiro, e que haja equiparação com as entidades religiosas sociais e juridicamente reconhecidas a exemplo da igreja.

Fonte:Secom/PMC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SSP recebe 22 viaturas da prefeitura de Canoas

O governador José Ivo Sartori assinou, hoje, convênio entre a Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul (SSP-RS) e a prefeitur...