Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Em reunião no MAPA, FETAG-RS discute situação da estiagem no Estado

Dando continuidade à agenda de reuniões em Brasília, no dia de hoje  a FETAG-RS reuniu-se com o secretário de agricultura familiar do Ministério da Agricultura, Fernando Schwanke, responsável pela pasta políticas públicas voltadas à agricultura familiar de todo o País. Dentre os assuntos tratados, a pauta central foi as dificuldades enfrentadas pelos agricultores que passam por mais uma estiagem no Rio Grande do Sul.

Foi reforçada a solicitação para o envio de mais milho ao Estado e o ajuste na tabela de limite do produto por animal. Contudo, o milho do programa ProVB da Conab para a região Noroeste do Estado tem perspectiva de chegar apenas em 2021. Nessa questão o único ponto positivo foi o aumento do limite de milho por bovino de leite que hoje está em 60kg/animal/mês e de acordo com o Secretário Schwanke irá para 120kg/animal/mês.

A linha emergencial de custeio de milho para possibilitar a implantação de um outro empreendimento financiado nesta safra está em análise e será assunto da pauta no dia de amanhã (09/12) com a Secretaria de Política Agrícola do MAPA. É necessário que esta linha seja aprovada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) e ajustado o sistema do Banco Central para não barrar as operações que serão feitas em áreas de terra com Proagro acionado. Esta questão foi levantada pela FETAG-RS, deixando claro que se não for implementado esta mudança a linha emergencial não terá efetividade.

Também foi cobrado da Secretaria a morosidade da liberação dos CPF’s dos agricultores que tiveram suas DAP’s bloqueadas injustamente pelo governo. Não é possível admitir que alguém que esteja com seu enquadramento em dia, tenha que esperar mais de um mês para acessar a sua declaração para contratar um crédito de custeio ou investimento. Isto prejudica de forma muito séria os agricultores, os agentes financeiros e os Sindicatos emissores de DAP.

O Vice-presidente da FETAG-RS, Eugênio Zanetti, entende que “a morosidade com que o governo está tratando a pauta da estiagem no Rio Grande do Sul é decepcionante e não corresponde com a urgência dos produtores gaúchos. O único ponto positivo, que foi o aumento do limite de milho por bovino de leite, de nada adianta se não houver recurso para aumentar os estoques públicos da Conab no Estado, que hoje é pífio frente a demanda dos produtores de proteína animal”.

Participaram da reunião o vice-presidente da FETAG-RS, Eugênio Zanetti; o deputado federal Heitor Schuch; e o assessor de política agrícola da FETAG-RS, Kaliton Prestes.

Fonte : Imprensa FETAG-RS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Morre a atriz Mila Moreira

  Morreu nesta madrugada a atriz Mila Moreira. Ela estava internada no Hospital CopaStar, na Zona Sul do Rio.  A informação foi confirmada p...