Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Expointer 2019 contará com 3.975 animais inscritos


A 42ª edição da Expointer contará com 3.975 animais de argola (animais que vão a julgamento). O número é 6,36% menor que o do ano passado. A redução foi causada pela queda de 76% nas inscrições de pássaros ornamentais. Por outro lado, o setor de bovinos leiteiros, um dos que concentram maiores volumes de negócios, teve aumento de 17,66% no número de animais, passando de 334 em 2018 para 393 este ano, de quatro raças. Já o total de inscrições de ovinos cresceu 10,3%, de 709 exemplares no ano passado para 782 animais, de 19 raças, nesta edição.
“O aumento no número de inscrições nesses dois setores indica otimismo dos produtores e boas expectativas de negócios”, acredita o secretário d Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho. “Surpreendeu positivamente o número de inscrições nas raças de maior interesse financeiro, especialmente no gado de leite, indicando perspectivas de melhoria nos negócios desta cadeia”, avalia o subsecretário do Parque de Exposições Assis Brasil, José Arthur Martins.
No setor de equinos, houve redução de 6,32% no número de inscritos, de 918 no ano passado para 860 nesta feira. Conforme Paulo Andre Santos Coelho de Souza, veterinário responsável pela seção de Exposições e Feiras da Secretaria da Agricultura, a oscilação é considerada natural do momento. “Algumas provas tradicionais para equinos, por exemplo, não vão acontecer nessa edição. Também temos a coincidência de provas fora do Estado na mesma época da Expointer. Mas isso é natural e já aconteceu em outras edições da feira, sem influenciar nos resultados finais”, ressalta. 
Entre as novidades desta edição, está o retorno da raça gypsy horse à Expointer. Originária da Irlanda e associada aos povos ciganos, a raça de equinos não entrará nos julgamentos, mas marcará presença este ano com apresentações ao público. Entre os bovinos de corte, a Expointer de 2019 contará com o retorno de animais da raça canchim e a primeira participação da raça senepol.
As inscrições para os animais de argola se encerraram na segunda feira . As associações de criadores têm ainda até 10 de agosto para inscrever animais rústicos de prova e animais para leilão e comercialização. O número total de animais inscritos para a Expointer deve crescer até o dia da feira.
Os animais poderão ser vistos em 19 locais específicos para julgamentos e nove locais de leilões. Para 2019, a expectativa da organização é manter os bons números de comercialização de animais. Em 2018 a cifra chegou a R$ 10,2 milhões.
Além dos julgamentos e leilões de animais, a Expointer terá em sua programação o desfile dos campeões, palestras técnicas, feira da agricultura familiar e espetáculos artísticos, entre várias outras atrações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Assembleia Legislativa concede Medalha do Mérito Farroupilha ao vice-presidente

Em solenidade no Plenário 20 de Setembro, nesta manhã , a Assembleia Legislativa concedeu ao vice-presidente da República, general da rese...