Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Costumes gaúchos na Páscoa

O Rio Grande do Sul, estado povoado por diversas etnias, existe uma confluência de traços culturais, que se mesclam nas comemorações Pascais.

Inúmeras crendices e superstições estão ligadas à Semana Santa e à Páscoa. Muitas prescrições e proibições são seguidas pelo povo.
Pode-se citar algumas: como a Semana Santa é tempo de luto pela Paixão e morte de Jesus Cristo, é proibido tocar instrumento musical, cantar, assobiar e mais ainda dançar.
Na Sexta feira Santa, dia da morte de Cristo não se deve matar animal, carnear nem ordenhar as vacas. Não se deve comer carne ou ovos, que devem ser substituídos por peixe. Não se deve usar facas ou instrumentos cortantes ( o pão deve ser partido com a mão ou cortado na véspera), homens não devem barbear-se, mulheres não devem pentear os cabelos, os sinos das igrejas não devem ser repicados, somente se pode usar as matracas. Antigamente era costume fazer jejum e penitência nestes dias de luto.
É tradicional o costume de colher Macela (o povo diz marcela) na madrugada de sexta-feira antes do sol nascer. Segundo a tradição o chá feito com esta erva terá efeitos milagrosos em relação a males do estomago e intestinos. Esta tradição está ligada a uma lenda segundo a qual um surto de doenças e males atingiu Jerusalém na época da crucificação de Jesus. Na sexta-feira alguém colheu a erva e preparou uma infusão oferecendo a todos os doentes, que logo ficaram curados. Nada prova que foi a macela , mas a tradição popular perpetuou este costume.
Neste dia é costume virar as imagens de santos de frente para a parede ou cobri-las com pano roxo, desvirando-as ou descobrindo-as após a Aleluia.
O povo acredita que durante todo o ano o diabo fica preso aos pés de Deus, mas na Sexta feira santa ele está solto e é preciso ter-se muito cuidado para não cair em tentação e cometer pecados graves.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prêmio Tradicionalista João Palma da Silva.

A Câmara Municipal de Canoas realizou,   a entrega do Prêmio Tradicionalista João Palma da Silva. O homenageado desta edição foi Alexandr...