Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Penitenciária de Canoas tem critérios rígidos para transferência de presos e recuperação social

Em menos de um mês após a inauguração, a Penitenciária Canoas 1, o primeiro módulo concluído do complexo prisional localizado na Região Metropolitana, tem 108 vagas ocupadas do total de 393 existentes. Nesta semana, novos detentos que se enquadram no perfil estipulado para a ocupação serão transferidos para o local, criado para ser um diferencial no sistema penitenciário gaúcho. "Este é um presídio concebido com o firme propósito de ter 100% a presença do Estado", afirma o superintendente adjunto da Susepe, Alexandre Micol, ao explicar que a transferência atende a critérios rígidos.
Conforme Micol, a Penitenciária Canoas 1 é resultado de uma união de esforços a fim de melhorar o sistema prisional gaúcho e não apenas receber aleatoriamente e de imediato os presos em delegacias ou demais estabelecimentos prisionais gaúchos. "Para isso foi traçado um perfil dos presos que ocupariam o local, o que significa que o detento que for levado para a Penitenciária Canoas 1 não pode ter vínculo com nenhuma facção criminosa, já deve ter condenação e, de preferência, ser religioso e ter bom comportamento.
As regras para o cumprimento da pena no estabelecimento prisional foram discutidas e definidas por integrantes do Poder Judiciário, Secretaria da Segurança Pública, Procuradoria-Geral do Estado (PGE), Ministério Público e Defensoria Pública. "Este grupo criou as normas para admissão do preso porque o objetivo é a melhoria do sistema prisional, a recuperação dos apenados e a consequente diminuição da força do crime organizado", afirma Micol.
Os 108 presos que já ocupam a Penitenciária I de Canoas passaram por uma triagem, o que está ocorrendo sistematicamente com vários outros que, em breve, serão transferidos. A maioria são provenientes do Presídio Central e da Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas. "Não levamos qualquer preso para lá, estejam eles em delegacias ou não", ressalta o superintendente adjunto da Susepe. "Eles têm que preencher os requisitos e aceitar as normas do local, como usar uniforme, adotar normas de higiene e aproveitar as oportunidades de estudo e trabalho, pois não vamos perder o foco para o qual este presídio foi criado, cuja meta maior é a recuperação do apenado".

Complexo Prisional de Canoas :

O Complexo Prisional de Canoas está sendo construído em duas etapas. A primeira, a Penitenciária Canoas 1, com capacidade para 393 vagas, já está em funcionamento desde o dia 1º de março. A segunda etapa representa as penitenciárias estaduais de Canoas 2, 3 e 4, com 805 vagas cada. A obra, iniciada em 29 de julho de 2013, passou por vários entraves burocráticos.
Localizada no bairro Guajuviras, em Canoas, a penitenciária possui uma nova proposta para o cumprimento de pena, com projetos intensivos de inclusão social e um ambiente mais humanizado para os apenados. As refeições serão produzidas no próprio presídio, que tem espaços destinados para despensa e manipulação de alimentos. A unidade é administrada pela Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), que designou 73 servidores para trabalhar no estabelecimento.
A estrutura, entre outras, dependências, conta com parlatório, quatro guaritas-torre de controle, espaços para revista, recepção e espera de visitas, cozinha, refeitório, lavanderia, dois solários, uma biblioteca, alojamentos para a vigilância externa e interna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Projeto resgata importância da cultura africana no RS

O Alabê Ôni  - grupo de músicos pesquisadores de percussão e manifestações de raiz africana do Rio Grande do Sul - lançou oficialmente on...