Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Falha em esterilizador

Em diferentes comunicados, à imprensa, à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e à Secretaria Municipal da Saúde de Porto Alegre, a PepsiCo, fabricante do Toddynho, informou que houve um problema no tanque esterilizador durante o processo industrial em 3 de junho, o que a levou a separar para descarte toda a produção da bebida daquele dia e também do dia anterior  e posterior. A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul determinou o recolhimento de um lote de Toddynho após consumidores terem relatado alterações de sabor e sensação de ardência na boca.  
A PepsiCo também admitiu que houve uma falha no processo de descarte, o que levou à distribuição do lote GRU L15 51, intervalo de 23:04 a 23:46, com validade até 29 de novembro deste ano, para Porto Alegre e região metropolitana da capital gaúcha.
"Realizamos análises laboratoriais e podemos afirmar que não há contaminação química no produto", diz a nota à imprensa. "Este pequeno lote de produtos encontra-se fora de especificação bacteriológica e apresenta sabor azedo e, eventualmente, pode causar desconforto gastrointestinal". A Secretaria da Saúde de Porto Alegre revelou ter sido informada, pela empresa, de que os testes detectaram a presença da bactéria Bacillus Cereus, que provoca intoxicação alimentar.
Recall. Das 8.910 unidades de 200 ml do achocolatado Toddynho distribuídas com conteúdo inadequado no Rio Grande do Sul, 2 mil foram recolhidas e outras 6 mil estão em pontos de venda como supermercados, lanchonetes e cafés ou na casa de consumidores. O levantamento foi divulgado pela PepsiCo nesta terça-feira, 12. A empresa destaca que o volume corresponde a menos de 0,5% das vendas mensais no Estado, reiterando que, à exceção do lote em questão, todos os demais se encontram em "perfeitas condições de consumo".
A PepsiCo destacou ainda que já identificou para quais clientes o produto foi equivocadamente distribuído, que já fez contatos com essas redes e segue recolhendo as unidades que ainda estão no mercado. Aos consumidores que têm o Toddynho do lote em casa, recomendou que entrem em contato pelo telefone 0800 203 2222. A Associação Gaúcha de Supermercados consultou as maiores redes do Rio Grande do Sul e recebeu a informação de que elas não têm unidades do lote à venda.
Nos últimos dias, a Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul recebeu reclamações de dois consumidores que sentiram náuseas depois de ingerir o achocolatado. A Anvisa vai aguardar a documentação pedida à PepsiCo e informações a serem repassadas em reunião para decidir as medidas que vai tomar. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Morre o criador da Camisa Canarinho

O Criador da camiseta amarela da seleção brasileira, Aldyr   Garcia Schlee, de 83 anos, faleceu na noite de ontem , em Pelotas.O também ...