Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Etnias dão show na 2ª Noite da Igualdade das Nações

A diversidade tomou conta do palco na 2ª Noite da Igualdade das Nações na  noite de ontem, na Associação dos Servidores Municipais de Canoas (ASMC), no Bairro Harmonia. O evento - com a presença de aproximadamente 600 pessoas, entre elas o prefeito Jairo Jorge e da vice Beth Colombo - foi organizado pela Coordenadoria das Políticas para Igualdade Racial (CPIR).
As nações representadas na noite da igualdade foram Egito, Angola, Nigéria, Brasil, Espanha, Alemanha, Itália, Portugal, Arábia, Argentina e povos nômades. Elas movimentaram o evento com shows de cantos e danças folclóricas.
Jairo Jorge destacou a importância da construção da igualdade tão sonhada no município de Canoas. "A cultura tem o poder de romper fronteiras e vencer preconceitos no momento em que nos permite conhecer um povo", afirmou.
De acordo com o prefeito, a marca do Brasil é a diversidade e isto é o que nos faz um povo tão rico culturalmente. "Essa é uma noite de festa, um momento de congraçamento para construir a igualdade. Mais um esforço para que o preconceito deixe de existir."

Espaços:

O secretário especial da Coordenadoria das Políticas para Igualdade Racial, Sidiclei Mancy, destacou o objetivo do evento: "Queremos mostrar a diversidade através das expressões culturais", salientou. Ele também acentuou a conquista de espaços na sociedade por movimentos sociais.

Dança do ventre:

A festa começou com Dhuli Kern, 18 anos, que apresentou a dança do ventre. O samba brasileiro esteve representado em vários momentos onde casais mostraram o gingado necessário para o ritmo.

Música Coral:

O Coral Caleidoscópio apresentou várias canções, como a "Kumbaya", que no dialeto africano significa venha a nós Senhor. Regina Santos é professora de educação física e trabalha há 20 anos com dança, mostrou, juntamente com o seu grupo, a magia da dança cigana.
Um cigano show também foi apresentado pela Escola Kristian Galvão. O encerramento foi marcado pela Escola de Samba Rosa Dourada.

Presenças:

Participaram do evento a diretora de Direitos Humanos da Secretaria de Estado da Justiça e Direitos Humanos Eliene Amorim dos Santos; a coordenadora estadual da Igualdade Racial Eliane Almeida de Souza; a delegada titular da 4ª Delegacia de Polícia de Canoas/Cartório da Igualdade Racial, Sabrina Defentti; o secretário municipal da Saúde Marcelo Bósio; a presidente da Escola de Samba Pérola Negra Rejane Rosa; a 1ª coordenadora da Igualdade Racial de Canoas Maria Aparecida Mendes; a escritora da Casa do Poeta Ancila Dani Martins; a coordenadora da Igualdade Racial de Uruguaiana Carla Marques.

Fonte:Secom/PMC



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão de Ronaldinho Gaúcho,enfarta

Roberto de Assis Moreira, o empresário e irmão do jogador Ronaldinho Gaúcho, sofreu um infarto neste sábado em Porto Alegre. O ex-jogador...