Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Temporal no Rio de Janeiro deixa vitimas fatais

Pelo menos duas pessoas morreram em consequência do temporal das últimas 24 horas que atingiu o município do Rio e a Baixada Fluminense. O pedreiro Martins Mesquita da Silva, de 50 anos, caiu, terça-feira, ao tentar atravessar uma ponte sobre o Rio Botas, em Nova Iguaçu, e desapareceu. Na noite de ontem,o corpo de um homem apareceu boiando às margens do rio, mas ainda não foi identificado oficialmente.
Os bombeiros de Nova Iguaçu encontraram também ontem, por volta das 20h, o corpo de Neilson Viana Ribeiro, de 18 anos, que, pela manhã, na hora do temporal, caiu em um rio em Belford Roxo.
No momento, o Rio Sarapuí, que passa por vários municípios da Baixada Fluminense, está em alerta máximo, o terceiro nível de preocupação para transbordamento. O Sarapuí corta as cidades de Duque de Caxias, Belford Roxo, Mesquita e Nilópolis.
O Centro de Operações da prefeitura do Rio informou que o sistema de baixa pressão, localizado próximo ao litoral do Rio de janeiro, se afasta lentamente da cidade, proporcionando ligeira melhora nas condições meteorológicas hoje, mas alerta que o dia ainda será de tempo chuvoso.
Segundo o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), que faz o monitoramento dos rios no estado, o alerta máximo é o mais grave em uma escala de quatro níveis, que significa que há previsão de continuidade da chuva e o nível de rios já atingiu 80% da cota de transbordamento.
Entre os municípios em alerta máximo, quatro estão na Baixada Fluminense. O Rio Sarapuí ameaça as cidades de Nilópolis, Mesquita, Belford Roxo e Duque de Caxias. Os dois últimos municípios também são ameaçados pelo Rio Capivari.
O Inea também decretou estágio de alerta (o segundo mais grave) para os rios Iguaçu (que corta Nova Iguaçu, Duque de Caxias e Belford Roxo), Pavuna (que corta São João de Meriti) e Saracuruna (que corta Duque de Caxias).
Na Região Serrana, a cheia do Rio Quintandinha coloca Petrópolis em alerta máximo. Em Teresópolis, o Inea decretou estágio de alerta para o Rio Paquequer.
No norte fluminense, o alerta máximo vale para os rios Muriaé, que passa pelas cidades de Laje do Muriaé, Itaperuna, Cardoso Moreira e Italva; Carangola, que corta o município Porciúncula; e Itabapoana, que passa por Bom Jesus do Itabapoana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Classificatória do Enart movimenta Canoas nos dias 21 e 22 de outubro

Os tradicionalistas de Canoas nem começaram a sentir saudades da melhor semana para os gaúchos, a Semana Farroupilha, e já têm motivos ...