Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Sistema Fecomércio-RS faz balanço do ano e projeta crescimento para 2014

O Sistema Fecomércio-RS (Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do RS) encerra as atividades de 2013 comemorando o crescimento de presença junto à base de empresários do comércio de bens, serviços e turismo das várias regiões do Estado,conforme balanço de final de ano apresentado ontem para a imprensa. No decorrer do ano, a entidade realizou cinco encontros do projeto Giro pelo Rio Grande (Gravataí, Ijuí, Lajeado, Passo Fundo e Bento Gonçalves) e ainda 12 Fóruns Regionais (Gramado, Tapejara, Nova Prata, Pelotas, Santana do Livramento, Cachoeira do Sul, Santa Rosa, Novo Hamburgo, São Sepé, Caxias do Sul, Santo Ângelo, Palmeira das Missões, Bagé e Quaraí).
A Federação esteve presente em discussões determinantes e prioritárias para o desenvolvimento do setor terciário gaúcho, sob a liderança do presidente da entidade, Zildo De Marchi. Em Porto Alegre, no interior do Estado e em Brasília, a Fecomércio-RS participou ativamente da defesa de temas como o fim da multa de 10% do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) paga pelo empresariado, criação do novo Código Comercial Brasileiro e a alteração da Lei Geral do Simples Nacional, propondo mudanças no regime de substituição tributária para as micro e pequenas empresas e o fim da cobrança do diferencial de alíquota nas compras interestaduais.
Análise Econômica: 
O Rio Grande do Sul, pelos prognósticos levantados até o mês de dezembro, caminha para encerrar o ano de 2013 com uma expansão de 6,0% no Produto Interno Bruto (PIB). O índice, se confirmado, ficará próximo do cenário básico proposto para o ano, de 5,8%. Para o Brasil, a estimativa de crescimento é de alta de 2,2%.
 Em 2013, o comportamento do PIB gaúcho foi explicado pela agropecuária que, diante da seca de 2012, apresentou taxas de crescimento muito elevadas. Quando se analisam os demais setores, verifica-se que Brasil e Rio Grande do Sul guardaram uma forte semelhança. Em ambos os casos, o desempenho das vendas do comércio foi superior à produção física da indústria, como tem ocorrido sistematicamente nos últimos anos.
 Essa diferença está diminuindo: o comércio vem desacelerando, enquanto a indústria ensaia, ainda que timidamente, um processo de recuperação, que deve continuar em 2014. No caso gaúcho, a expectativa é que as vendas do comércio cresçam 4,5% no próximo ano, um índice bem abaixo dos obtidos em anos anteriores, mas ainda muito acima da média da economia.
 Segundo avaliação do consultor econômico da Fecomércio-RS, Marcelo Portugal, a estratégia do governo federal de colocar o Estado como indutor do crescimento não surtiu efeitos na economia: o PIB brasileiro cresceu 2,7% em 2011, 1% em 2012 e deve ficar pouco abaixo de 2,5% em 2013. Para 2014, a previsão se mantém próxima a esse patamar, com expansão da economia em 2,5%. Para o Rio Grande do Sul, o PIB em 2014 tem projeção de alta de 2,8%.
 A taxa básica de juros da economia (Selic) fecha o ano na casa dos dois dígitos (10,0%). Conforme Portugal, os juros vão avançar de forma moderada em 2014. Assim, a expectativa é que a Selic encerre 2014 em 11,0%. Com isso, a inflação (IPCA) deverá alcançar 6,0% no ano que vem, depois de encerrar 2013 na casa dos 5,80%.
 A estimativa para o dólar é encerrar 2013 cotado a R$ 2,35. Para 2014, o cenário básico projeta a moeda americana, em fim de período, deve ficar em R$ 2,55. O câmbio mais desvalorizado, no próximo ano, deverá funcionar como um mecanismo de promoção de competitividade da indústria nacional. A taxa de câmbio dependerá do comportamento da economia norte-americana. “Em resumo, 2014 representará mais do mesmo para Brasil e uma forte desaceleração na economia gaúcha. Em outras palavras, teremos uma volta às médias históricas de crescimento do PIB”, conclui Zildo De Marchi, presidente da Fecomércio-RS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Irmão de Ronaldinho Gaúcho,enfarta

Roberto de Assis Moreira, o empresário e irmão do jogador Ronaldinho Gaúcho, sofreu um infarto neste sábado em Porto Alegre. O ex-jogador...