Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Buda nasceu muito antes do que se pensava

Uma descoberta arqueológica feita em Lumbini, no Nepal, um dos lugares mais sagrados do budismo, mostrou que Buda nasceu vários séculos antes do que se pensava, informou a Unesco nesta segunda-feira.
O grupo internacional de arqueólogos descobriu os vestígios de uma estrutura de madeira, até agora desconhecida, "embaixo de um conjunto de templos de tijolo", todos com "um mesmo espaço central aberto", o que coincide com o relato do nascimento de Buda, destacou a Organização da ONU para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).
Segundo a tradição budista, a rainha Maya Devi, mãe de Buda, deu à luz agarrada ao galho de uma árvore no Jardim de Lumbini, no meio caminho entre o reino de seus pais e o de seu marido.
A Unesco promoveu esta pesquisa em Lumbini para melhorar a conservação e gestão do local, considerado patrimônio da humanidade.
Os vestígios encontrados "datam do século VI antes de Cristo", e constituem portanto o primeiro material arqueológico que relaciona a vida de Buda e o nascimento do budismo com um período histórico concreto, afirmou a organização.
Alguns especialistas sustentavam que Buda havia nascido no século III antes de Cristo, explicou na nota o arqueólogo e professor da Universidade de Durham (no Reino Unido), Robin Coningham, que coordenou as escavações junto com o nepalês Kosh Prasad Acharya.
Coningham e seus companheiros de trabalho acreditam que o espaço aberto no centro do santuário de madeira mais antigo poderia ter abrigado uma árvore.
Os templos de tijolo edificados mais tarde sobre esse santuário se dispuseram de modo a deixar um espaço central sem telhado, e "a presença de antigas raízes de árvore no meio do santuário" confirmam a tese de Coningham.
Fragmentos de carvão vegetal e grãos de areia do lugar foram submetidos à datação por carbono 14 e por luminescência estimulada oticamente, para determinar a idade do santuário e da estrutura de tijolo sobreposta e enterrada até agora, explicou a Unesco.
A pesquisa foi financiada pelo governo do Japão em cooperação com o do Nepal e teve a participação das universidades britânicas de Durham e Stirling e do Fundo Mundial para a exploração da National Geographic Society, dos Estados Unidos.
Inscrito no Patrimônio Mundial em 1997 e visitado por centenas de milhares de peregrinos todo ano, o Jardim Sagrado de Lumbini foi identificado há muito tempo como o lugar do nascimento de Buda e era muito frequentado no primeiro milênio da era cristã, indicou a Unesco.
Abandonado e coberto pela vegetação local durante a Idade Média, seu "redescobrimento" aconteceu em 1896.
Foi possível checar o nome e determinar que trata-se realmente o lugar do nascimento de Buda graças a um pilar de arenito do século III a.C. que continha a informação em uma inscrição gravada durante a visita do imperador Asoka, explicou a Unesco.
Especialistas que publicarão o artigo na revista internacional "Antiquity" dizem que a sequência arqueológica formada pelos vestígios de Lumbini "é um microcosmos que permite que a evolução do budismo e sua transformação de culto localizado em religião mundial seja observada", acrescentou a Unesco.
Muito orgulhosa de a organização ter "participado desta importante descoberta, a diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, pediu que mais trabalhos de pesquisa arqueológica sejam realizados para "intensificar a conservação e melhorar a gestão de Lumbini", com o objetivo de garantir sua proteção.
O ministro da Cultura, Turismo e Aviação Civil do Nepal, Ram Kumar Shrestha, declarou que seu governo "não poupará esforços para preservar este lugar tão importante". 

Fonte:EFE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Morre a atriz Eva Todor

Morreu hoje decorrente de uma pneumonia aos 98 anos a atriz Eva Todor. O velório ocorre amanhã das 9 às 11 h no Teatro Municipal do Rio d...