Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

FETAG-RS lamenta fechamento de unidades frigoríficas no RS

A FETAG-RS vem a público manifestar sua preocupação com as ordens judiciais que determinaram o fechamento de unidades frigoríficas de Lajeado e Passo Fundo.
A federação entende que toda e qualquer ação que seja tomada no momento em que o país enfrenta uma pandemia sem precedentes, deve levar em consideração todo o cenário que será criado.
Entendemos que cautela e bom senso são fundamentais, não apenas em virtude do Coronavírus, mas considerando também a grave situação dos produtores gaúchos causada pela estiagem. Os dois fatores somados estão colocando em risco toda a atividade agropecuária do nosso Estado.
Para complicar ainda mais a situação, ordens judiciais fecham unidades frigoríficas no nosso Estado. Vale lembrar que, por traz disso, existe um produtor que investiu em sua criação, teve despesas, tem compromissos a honrar e que agora vê uma porta se fechando. Ainda, é preciso considerar o consumidor que poderá enfrentar a falta de carnes de aves e de suínos.
Pedimos para que as autoridades tenham bom senso e que busquem as entidades representativas do setor para debater medidas que criem alternativas para que os frigoríficos voltem ao seu funcionamento o mais breve possível, obviamente que respeitando todas as exigências sanitárias e de bem estar animal existentes. A reabertura das unidades é urgente. Também se faz necessário que os governantes tenham consciência de que o setor primário é fundamental para a economia. Caso não exista apoio e compreensão das autoridades, o setor poderá se encaminhar para o colapso, que é tudo o que não necessitamos agora.
A agricultura e a pecuária sustentam nosso país, mas não conseguirão segurar a economia se os poderes não estiverem dando o suporte necessário ao setor.
A FETAG-RS está atenta em busca do equilíbrio e para que possamos voltar a normalidade o mais breve possível. Defendemos a vida em primeiro lugar, mas só há vida com alimentos.
Sendo assim, pedimos que as decisões tomadas sejam baseadas em decisões técnicas e que levem em consideração todos os contextos da cadeia.

Fonte : Imprensa FETAG-RS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dia D da vacinação contra H1N1 é amanhã em Canoas

A Prefeitura de Canoas, através da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), promove amanhã  o Dia D da vacinação contra a gripe. A ação vis...