Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Mahindra faz a melhor Agrishow de sua história no Brasil


A Mahindra encerra esta 26ª edição da AGRISHOW, uma das três principais feiras de tecnologia agrícola do mundo e a maior e mais importante na América Latina, com resultados acima das expectativas. Em relação ao ano anterior, foram registrados mais de 100% de aumento nas vendas de tratores, implementos agrícolas e cotas de consórcio. “Esta foi a melhor Agrishow da história da Mahindra no Brasil”, comemora Jak Torretta Jr., Diretor Geral de Operações no Brasil. (A Mahindra assumiu a operação no Brasil em outubro de 2016)
Os excelentes números registrados nas vendas tiveram a participação ativa de oito concessionárias que marcaram presença nos cinco dias de feira. O desenvolvimento de uma rede forte é um dos pilares estratégicos para o crescimento da marca no Brasil. A região de Goiás, por exemplo, a partir de julho, terá um novo ponto de venda Mahindra. O contrato de concessão com a empresa Vetrasa- Goiânia foi assinado durante a Agrishow.
Outro ponto a destacar é o incremento na circulação de pessoas que visitaram o estande, demonstrando interesse e curiosidade pela marca. O lançamento do ano, o modelo 2025, de 25cv, ideal para produtores de hortifrutigranjeiros, uva e fumo, foi um dos modelos mais procurados. Um trator de menor porte que mantém as principais características do DNA Mahindra, como robustez, índices acima da média no que diz respeito à economia de combustível e ainda cinco anos de garantia. “O produtor brasileiro usa o trator intensivamente, para qualquer atividade em sua propriedade, com uma média de 1mil a 1,3 mil horas por ano. Uma realidade muito semelhante à da índia, e muito diferente dos EUA e Europa que, por exemplo, utilizam em média de 200 a 300 horas por ano. E é por isso que confiamos nos nossos tratores e estamos trabalhando para transmitir esta confiabilidade para o produtor brasileiro”, finaliza Torretta.

FINANCIAMENTO/CRÉDITO: Ciente da escassez de recursos financeiros, a Mahindra se antecipou  e buscou novas alternativas para não depender exclusivamente de linhas de créditos do governo. Foram realizadas reuniões com bancos parceiros durante a feira. Especialmente com DLL, Bradesco e Banco do Brasil. Como resultado das discussões, a construção de operações estruturadas de financiamento. Um produto próprio,  construído entre a Mahindra e seus parceiros bancários.

Fonte : Luciana Brambilla Relações Públicas & Imprensa
Foto: Ricardo Matsukawa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PRF prende traficante com 120 quilos de maconha em Sapucaia do Sul

Em uma abordagem orientada pelo serviço de inteligência, Policiais Rodoviários Federais apreenderam 120 quilos de maconha que era transporta...