Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Vacinação contra o sarampo e poliomielite começou hoje em Canoas


A Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo e poliomielite começou hoje.
Até o dia 31 de agosto,as Unidade Básicas de Saúde (UBSs) de Canoas farão uma força-tarefa para vacinar a população contra as duas doenças. O “Dia D” acontece no dia 18 (sábado), quando todas as UBSs estarão aberta para imunização da população. Segundo a Secretaria da Saúde, crianças devem ser levadas ao serviço de saúde mesmo que já tenham sido vacinadas anteriormente.
A primeira dose da vacina deve ser tomada aos 12 meses; a segunda, com 15 meses, junto da imunização contra Varicela – ou até os 29 anos, caso a pessoa tenha pulado o reforço (confira a caderneta de vacinação). Dos 29 aos 49, a dose é única. A partir dos 50 anos, o Ministério da Saúde considera que a pessoa já foi exposta ao vírus. Se você tem dúvida se está imunizado ou não, os especialistas indicam tomar de novo. Grávidas e pacientes imunodeprimidos não podem tomar.

A volta do sarampo:
O país enfrenta atualmente dois surtos de sarampo: um em Roraima e outro no Amazonas, onde foram confirmados 200 e 265 casos, respectivamente. Diagnósticos isolados também foram feitos em São Paulo, Rio Grande do Sul e Rondônia. Outros estados, como o Rio de Janeiro, também tiveram suspeitas.
Em 2016, o país havia sido considerado livre da doença. Segundo o Ministério da Saúde, medidas de controle e prevenção já estão sendo realizadas nos estados com quadros mais críticos, na tentativa de manter o título de eliminação da circulação do vírus do sarampo emitido pela Organização Pan-Americana de Saúde.
O sarampo é uma doença infecciosa causada pelo Morbili vírus e transmitida por meio da tosse ou de espirros de pessoas contaminadas. Os principais sintomas são febre, tosse e manchas pelo corpo. A vacinação é a melhor maneira de proteger seu filho contra a doença. A vacina tríplice viral – que protege contra sarampo, caxumba e rubéola – é oferecida gratuitamente pelo SUS, em esquema de dose única, a partir dos 12 meses de idade.
O alto risco para retorno da poliomielite também preocupa. Por recomendação do Ministério Público Federal,  os municípios precisam adotar as medidas necessárias para garantir o aumento da vacinação contra a doença. Conforme levantamento divulgado na última semana, a maioria das cidades brasileiras têm menos de 50% das crianças protegidas contra a pólio.

Fonte:PMC 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estado repassa mais de R$ 8,7 milhões a hospitais da cidade

Após o recebimento e análise de parte dos documentos enviados pela Prefeitura de Canoas, a Secretaria da Saúde (SES) efetuou hoje, o rep...