Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Edição histórica de 45 anos do Festival começa hoje

A partir das 17h, a edição histórica do 45º Festival de Cinema de Gramado estará oficialmente aberta. A cerimônia de abertura acontece na Rua Coberta com a presença de autoridades, convidados, imprensa e apresentação da Orquestra Sinfônica de Gramado sob a regência de Bernardo Grings e participação mais que especial do maestro João Carlos Martins, personagem que inspirou o filme “João, o Maestro”, longa de abertura desta edição do evento. Martins veio a Gramado especialmente para prestigiar a exibição ao lado da equipe do filme que já está na cidade.
Também na sessão desta noite acontece a primeira exibição da mostra competitiva: “O Matador”, de Marcelo Galvão, primeira produção Original Netflix para o Brasil, que está na disputa pelo Kikito na categoria de longas brasileiros.
Como parte das homenagens que acontecerão ao longo desta edição, hoje personagens gramadenses importantes da história do evento receberão seu reconhecimento. Horst Volk e Romeu Dutra, em 1973, tornaram realidade a primeira edição do Festival, que ajudou a projetar a cidade de Gramado para o Brasil e se tornar um dos mais queridos e importantes festivais da América Latina, preservando e celebrando um valioso e expressivo recorte da cinematografia falada em português e espanhol.
Recebendo o Festival de Gramado, o Cine Embaixador, mais conhecido como Palácio dos Festivais, virou um verdadeiro templo do cinema brasileiro e latino, muito em função do trabalho de Odilon Cardoso (in memoriam), que atuou como diretor do Cine Embaixador, acreditando e incentivando esse evento que mora no imaginário de tantas plateias. E como falar do Festival sem celebrar também Esdras Rubim, que, nos anos 1990, ao assumir a coordenação geral do evento, prestou, durante várias edições, uma expressiva e marcante contribuição para o nosso célebre evento? Foi na gestão de Esdras que o Festival de Cinema de Gramado abriu espaço para filmes ibero-americanos em sua programação
São nomes históricos, pioneiros e que, juntos, contam boa parte do que Gramado colocou na tela durante mais de quatro décadas que receberão essa noite sua devida homenagem.

Fonte: Pauta Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Semana Farroupilha de Canoas recebeu mais de 120 mil pessoas

Foram 12 dias de intensas atividades na Semana Farroupilha de Canoas. Mais de 120 mil pessoas marcaram presença no Parque Eduardo Gomes...