Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Só Lâmina

A Casa das Artes Villa Mimosa (Av. Guilherme Schell, 6270) vai receber, a partir deste sábado , a recente produção de um dos mais destacados artistas plásticos de sua geração. A exposição “Só Lâmina”, do paulista Nuno Ramos, é o mais novo capítulo do enfrentamento que o artista faz com o modernismo e que, mais uma vez, comprova a amplitude dos interesses de Nuno que passam, naturalmente, pelas artes plásticas, além da literatura e da música. A mostra é uma realização do Departamento Nacional do Sesc e do Sistema Fecomércio-RS/Sesc e tem apoio da Prefeitura Municipal de Canoas, através da Secretaria Municipal de Cultura. A visitação poderá ser feita até 20 de dezembro, diariamente, das 13h às 18h. Visitas mediadas devem ser agendadas previamente pelo telefone (51) 3428-5789, sendo possível programar também para turno da manhã, de segundas a sextas-feiras, a partir das 9h.

A mostra:

Segundo a coordenadora de Artes Cênicas e Visuais do Sesc/RS, Jane Shoninger, “Só Lâmina” faz parte da intensa pesquisa que Nuno Ramos, desde os anos 80, vem desenvolvendo a respeito das possibilidades que existem para a superfície bidimensional da tela. “A mostra já circulou por diversos estados e agora os gaúchos têm tido a oportunidade de conferir os 11 desenhos criados por Nuno especialmente para o Sesc, além de a mostra trazer encravada a poesia de João Cabral de Melo Neto”, explica Jane, enfatizando que depois de Canoas, a mostra também passará por Porto Alegre, Pelotas e Caxias do Sul. “Estamos muito felizes em poder receber na Casa das Artes Villa Mimosa a exposição de um dos maiores artistas do Brasil atualmente. A parceria com o Sesc proporciona a todos os canoenses e habitantes das cidades vizinhas uma oportunidade única de ter contato com a obra de Nuno Ramos e com a arte contemporânea da mais alta qualidade produzida em nosso País”, salientou o secretário municipal de Cultura de Canoas, Luciano Alabarse.

O artista:

Nuno Ramos é escultor, pintor, desenhista, cenógrafo, ensaísta e videomaker. Cursou filosofia na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Trabalhou como editor das revistas Almanaque-80 e Kataloki e começou a pintar em 1983, quando fundou o ateliê Casa 7, com Paulo Monteiro, Rodrigo Andrade, Carlito Carvalhosa e Fábio Miguez. Realiza os primeiros trabalhos tridimensionais em 1986. No ano seguinte, recebe do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo a 1ª Bolsa Émile Eddé de Artes Plásticas.
Em 1992, em Porto Alegre, expôs pela primeira vez a instalação 111, que se refere ao massacre dos presos na Casa de Detenção de São Paulo (Carandiru) ocorrido naquele ano. Publicou em 1993, o livro em prosa “Cujo” e, em 1995, o livro objeto “Balada”. Venceu, em 2000, o concurso realizado em Buenos Aires para a construção de um monumento em memória aos desaparecidos durante a ditadura militar naquele país. Em 2001, publicou o livro de contos “O Pão do Corvo”. Sua pintura é influenciada por Julian Schnabel e Anselm Kiefer. A partir de 1985, passou a utilizar tinta a óleo sobre tela. A massa de tinta tornou-se mais espessa e as formas, mais abstratas.

Fonte: Adriana Martorano Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prefeitura esclarece sobre problemas na coleta de lixo

A Prefeitura Municipal de Canoas, através da Secretaria de Serviços Urbanos, informa que já está sendo solucionado o problema ocasionado ...