Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Morre o tradicionalista Nico Fagundes

Uma noticia que para o jornalista Cauê Nascimento é difícil de participar aos leitores, devido a sua amizade e por ter sido aluno do falecido.
Mas não se pode deixar de informar  a  quem nos prestigia com a leitura de nosso site.
Morreu nesta noite, em Porto Alegre, um dos expoentes da cultura tradicionalista do Rio Grande do Sul. O historiador e folclorista Antônio Augusto Fagundes, respeitado tanto pelo trabalho como poeta quanto de estudioso da alma e das tradições gaúchas, tinha 80 anos.
Mais conhecido como Nico, nos últimos anos enfrentara uma série de problemas de saúde – um derrame, em 2000, e uma infecção que chegou a deixá-lo em coma, em 2010. O autor da célebre letra do Canto Alegretense nasceu em Alegrete em 4 de novembro de 1934 – município que homenagearia com a composição, um dos hinos da música regionalista.
Chegou a Porto Alegre aos 20 anos e rapidamente se enturmou com os fundadores do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG). Inicialmente, atuou como poeta e divulgador da obra de, entre outros, Aparício Silva Rillo e Jayme Caetano Braun.
Depois de formar-se advogado – Teixeirinha, Gildo de Freitas e outras personalidades ligadas à cultura regional foram seus clientes –, Nico se especializou em História do Rio Grande do Sul e fez Mestrado em Antropologia Social. Dedicou-se a pesquisar a formação, a identidade e os costumes típicos do Sul, levando-os a conhecimento do público por meio de livros, canções e, sobretudo, graças a sua atuação nos meios de comunicação.
Nico foi um dos mais importantes expoentes da cultura gaúcha, compositor de clássicos como “Origens” e “Canto Alegretense”. Ele também se notabilizou por apresentar o programa “Galpão Crioulo”, da RBS TV, por cerca de 30 anos, até 2012, quando a atração passou ao comando de seu sobrinho, Neto Fagundes e de Shana Muller.

"E na hora derradeira que eu mereça
ver o sol alegretense entardecer
como os potros vou virar minha cabeça
para os pagos no momento de morrer.
E nos olhos vou levar o encantamento
desta terra que eu amei com devoção
cada verso que componho é o pagamento

de uma dívida de amor e gratidão."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Saúde promove nova edição do Dia D relativo ao Outubro Rosa

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Canoas realiza amanhã a segunda edição do Dia D de atendimento à Saúde da Mulher, dentro do cr...