Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Freio do Proprietário

Depois de ver seus cavalos em pista correndo a grande final do Freio de Ouro, os proprietários poderão disputar sua competição particular. A partir da quinta-feira, dia 4 de setembro, começa a final do Freio do Proprietário, competição onde os próprios criadores disputam a prova similar à grande competição da raça Crioula.

Para o coordenador da Subcomissão do Freio do Proprietário, Cléber Luiz Goularte da Silva, há uma expectativa de evolução de qualidade na pista. Em quantidade, pelo número de inscritos, já foi confirmada. "No ano passado tivemos 59 classificados e este ano teremos 66 competidores. Por ser uma prova nova, que há dois anos virou uma prova oficial, ela vem em uma evolução boa e a tendência é aumentar mais ainda", salienta.


Silva ressalta que não há um favorito para a competição. Assim como no Freio de Ouro, as classificatórias do Freio do Proprietário foram marcadas pela disputa acirrada e a alternância de posições entre os conjuntos. "Nas classificatórias tivemos muitas alternâncias de posição. Em todas as provas ia mudando e as médias ficaram muito próximas. O proprietário leva seu cavalo para correr uma final do Freio de Ouro e ao mesmo tempo ele está correndo uma final. São duas emoções, uma ver o teu cavalo correndo e a outra é o proprietário mesmo correndo com o seu cavalo", observa.



Em dezembro de 2011 a Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) oficializou a prova Freio do Proprietário. O fato de levar os proprietários dos cavalos da arquibancada para a pista é o diferencial da disputa. Além disso, a competição cumpre com um dos objetivos da entidade que é proporcionar mais oportunidades para que os proprietários sejam também usuários de seus cavalos.


A organização das etapas por regiões fica a cargo de cada núcleo que pode realizar quantas provas quiser e incluí-las às etapas credenciadoras para o Freio de Ouro. Apenas dez conjuntos de cada categoria se classificam para a final disputada durante a Expointer. 


Fonte: AgroEffective/Assessoria de Comunicação da ABCCC

Foto: Fagner Almeida/ABCCC/Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Candidatos ao Piratini debatem na Federasul

O Tá na Mesa de ontem, foi o palco do segundo debate entre os candidatos ao Piratini no segundo turno dessas eleições. Promovido pela Fe...