Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Medalha Pinto Bandeira para líder umbandista

O Vereador Paulinho de Odé tem a satisfação em convidar a todos a participarem da solenidade de entrega da medalha Pinto Bandeira, pelo prefeito, à “pérola” da Umbanda, Célia Sandin. A cerimônia faz parte das atividades em homenagem à Semana de Canoas e ocorrerá nesta quarta-feira, 25 de junho, a partir das 9 horas, no Paço Municipal ,rua15 de Janeiro 11.

Declara o vereador: Com grande orgulho, foi me oportunizado pelo Prefeito Jairo Jorge indicar esta irmã, da qual a historia da umbanda em nossa cidade se confunde com a dela própria, para receber a maior honraria que é concedida no Município.


Biografia da homenageada:

Com formação no magistério, Dona Célia, hoje com 95 anos,lecionou durante 10 anos na Escola Bartolomeu de Gusmão, em Canoas, onde morou por 20 anos, assumindo posteriormente o magistério no Estado. Em 35 anos como educadora,7 deles foram como diretora, além de ter cumprido papel de gestora na Secretaria de Educação do RS.
Tendo uma história marcada pela perseguição, sendo inclusive demitida de uma instituição onde lecionava, por se declarar Umbandista, é ex-presidente e fundadora da Associação dos Umbandistas de Canoas, com uma vida dedicada à caridade. Com pelo menos 70 anos de Umbanda, é médium e preside o Conselho de Orientação Espiritual do Terreiro 7 Ondas, o mais antigo da cidade. Dona Célia é hoje uma referência para todos os praticantes da crença no RS.
Cacique da Terreira do Cacique Sete Ondas , trabalha na Casa até hoje. A idade, 95 anos, não é empecilho para ela dar aulas aos médiuns mais novos e repassar os seus ensinamentos. Sempre alegre e sorridente, Dona Célia faz questão de defender a Umbanda de raiz do Cacique Ubirajara. As entidades que trabalham com Célia são Ogum da Lua e Pai Miguel.



Sobre a medalha:

A medalha Pinto Bandeira foi criada pelo Decreto nº 159, de 1981, pelo então prefeito Oswaldo Guindani e é um reconhecimento a personalidades que tenham prestado relevantes serviços em favor da pessoa, que tenham se destacado em suas áreas de atuação e contribuído com o desenvolvimento da cidade. Esta denominação é em homenagem a Francisco Pinto Bandeira, que em 1733 começou o Povoamento de onde hoje é a área do Município de Canoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gravatai vai solicitar apoio da Força Nacional de Segurança

O prefeito de Gravataí, Marco Alba (PMDB), vai solicitar, a presença da Força Nacional de Segurança na cidade. A decisão do prefeito leva...