Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Banrisul doa recursos para continuidade de pesquisa epidemiológica da UFPel e Instituto Pesquisas de Opinião

O Banrisul celebrou um Termo de Cooperação com ato de doação de R$ 560 mil, com a UFPel (Universidade Federal de Pelotas) e o IPO (Instituto Pesquisas de Opinião), para viabilizar a continuidade da Pesquisa Epidemiológica de Prevalência do Coronavírus no Rio Grande do Sul, a Epicovid-19.
O anúncio ocorreu hoje  em uma videoconferência, que contou com a presença da secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, que representou o governador do Estado, Eduardo Leite; do reitor da UFPel, Pedro Hallal; da diretora do IPO, Elis Radman; do presidente do Banrisul, Cláudio Coutinho; e do vice-presidente do Banco, Irany Sant’Anna Junior.
A secretária Arita Bergmann frisou que esse convênio demonstra que a epidemia também tem oportunizado uma ação de solidariedade entre os entes, uma união de esforços que permite viabilizar importantes projetos, como esse coordenado pela Universidade Federal de Pelotas. 
“O projeto já mostrou nos resultados, junto aos municípios elencados para a pesquisa, a importância desse monitoramento e acompanhamento e, principalmente, nos oferece dados para que possamos avaliar e conduzir a política de enfrentamento da epidemia no Rio Grande do Sul, sempre com muita técnica e eficiência com a colaboração dos municípios pesquisados e da população”, destacou.
“Iniciamos a semana, então, fortalecendo essa iniciativa que, sem dúvida alguma, é pioneira no Brasil e certamente será referência como um dos legados que o Rio Grande do Sul deixará para o Brasil e para o mundo. Agradeço ao Banrisul por viabilizar a continuidade desse trabalho, o que nos motiva a avaliarmos e traçarmos os rumos da política de enfrentamento”, salientou a secretária estadual da Saúde.
De acordo com o presidente do Banrisul, Cláudio Coutinho, desde o começo da pandemia, o Banrisul criou diversas ferramentas para atender as necessidades de seus clientes, como a abertura de novas linhas de crédito, a prorrogação de dívidas, e o fortalecimento dos canais digitais. 
Segundo Coutinho, mais recentemente o Banco também passou a apoiar diretamente o segmento da saúde, provendo recursos para que as instituições pudessem trabalhar mais ativamente em iniciativas de combate ao Covid-19. 
“Ao firmar esse termo de cooperação com a UFPel e o IPO, o Banrisul reitera seu compromisso com a sociedade gaúcha, para que seja dada continuidade a essa importante pesquisa, que monitora a expansão da epidemia no País”, destacou.
Na avaliação do reitor da UFPel, Pedro Hallal, a pesquisa gaúcha metodologicamente é disparada a melhor pesquisa epidemiológica do mundo sobre o coronavírus. 
“Iniciamos esse estudo quando a epidemia estava começando no Estado. 
Na primeira fase, de 4.189 testes, apenas dois deram positivo. A epidemia estava engatinhando no RS. 
Agora, estamos nos dirigindo para a sétima fase num momento que, infelizmente, a epidemia chegou com pouco mais de força aqui no Estado”.
Hallal informou que a instituição seguirá coletando os dados, fazendo a interpretação científica mais isenta possível, e publicando seus achados nos melhores periódicos científicos do mundo. 
“O resultado das primeiras três ondas dessa pesquisa foi publicado na Nature Medicine. 
Fica o meu muito obrigado tanto ao Banrisul quanto à Secretaria Estadual da Saúde, por acreditar e investir na ciência gaúcha nesse momento tão difícil que todos enfrentamos”, ressaltou.
“Seguiremos trabalhando com o IPO, junto com outras 12 universidades gaúchas, que também estão envolvidas. 
Então, o Banrisul está viabilizando uma pesquisa de 13 universidades do Estado.
Lá na frente, quando pudermos dizer que o coronavírus é coisa do passado, quando formos olhar o que a ciência nos proporcionou, a pesquisa gaúcha sempre será lembrada”, destacou.A atividade das duas instituições, UFPel e IPO, tem por finalidade monitorar a velocidade de expansão da epidemia e assim direcionar políticas e ações públicas e privadas no controle da Covid-19. 
O apoio financeiro irá proporcionar a execução das 7ª e 8ª etapas da Pesquisa Epicovid-19 RS, que possui coordenação da UFPel e execução do IPO. 
No total, serão entrevistadas nove mil pessoas dos seguintes municípios do Estado, segundo critério do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística): Caxias do Sul, Ijuí, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santa Cruz do Sul, Santa Maria e Uruguaiana.
O levantamento visa contribuir e propiciar meios para a tomada de decisões em diversas esferas de lideranças do Rio Grande do Sul, direcionando melhor as ações e medidas de combate e amenização dos efeitos nocivos da pandemia no Estado, inclusive de preservação da saúde da população. Essa doação propiciará à UFPel e ao IPO a continuidade e a conclusão da segunda fase da Pesquisa Epicovid-19 RS, que já contou desde seu início com o apoio das entidades Unimed Porto Alegre, Instituto Cultural Floresta, Instituto Serrapilheira e da Associação Brasileira de Saúde Coletiva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Primeiro HUB da Saúde será inaugurado sexta-feira

Formado por uma rede de centros de cuidado de saúde e bem-estar, o primeiro HUB da Saúde no RS será oficialmente inaugurado na sexta-feira  ...