Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

28 de julho, Dia Mundial de luta contra as Hepatites virais

O Dia Mundial das Hepatites virais foi criado em 2010 pela Organização Mundial de Saúde (OMS).  
No Brasil, a lei n° 13.802/2019 instituiu o julho amarelo, para que seja realizada a cada ano em território nacional, ações relacionadas à luta contra as Hepatites virais, focando no alerta a importância do diagnóstico e tratamento.          
 A Hepatite é a inflamação do fígado, pode ser causada por vírus, pelo uso de alguns medicamentos, álcool e outras drogas, assim como por doenças autoimunes, metabólicas ou genéticas.    
 Saiba que as Hepatites B e C são evitáveis e tratáveis, a vacina contra hepatite B fornece proteção ao longo da vida, já a hepatite C tem tratamento capaz de curar a infecção.                                            
É importante realizar exames que detectem as hepatites, se por acaso você se expôs a algumas dessas situações:     
 - Condições precárias de saneamento básico, de higiene pessoal e dos alimentos.         
- Se praticou sexo desprotegido ou compartilhou seringas, lâminas de barbear,  agulhas, alicates de unha e outros objetos cortantes.     
- Da mãe para o filho durante a gravidez, o parto e a amamentação.                           
 Observação: no caso das hepatites B e C, é preciso um intervalo de 60 dias após a exposição ao vírus para que os anticorpos sejam detectados no exame de sangue.                     
 PREVENÇÃO:        
- Usar sempre preservativo;    
- Exigir material descartável ou esterilizado em qualquer tipo de procedimento;        
- Não compartilhar instrumentos de manicure e pedicure;           
- Não usar lâminas de barbear ou de depilar de outras pessoas;      
- Não compartilhar agulhas, seringas e equipamentos utilizados para drogas inaladas e pipadas, como para o uso de crack.  
No caso da Hepatite B, recomenda-se a vacina, ela faz parte do calendário de vacinação da criança e do adolescente está disponível em todas as salas de vacinas do Sistema Único de Saúde (SUS).     
 O Brasil tem como prioridade a realização de campanhas nacionais que estimulem os seus cidadãos a se vacinarem gratuitamente contra a Hepatite B e buscarem diagnósticos precoces.  

Por:  Jorn.Graciéli Amorim   MTE/RS ; 18.832 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

PRF prende traficante com 120 quilos de maconha em Sapucaia do Sul

Em uma abordagem orientada pelo serviço de inteligência, Policiais Rodoviários Federais apreenderam 120 quilos de maconha que era transporta...