Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Sicredi reuniu entidades do agronegócio gaúcho para falar sobre Plano Safra 2016/2017‏

O Sicredi, instituição financeira cooperativa, realizou dia 24 de junho, o seu tradicional almoço com as entidades das cadeias produtivas do agronegócio gaúcho, órgãos estaduais e federais e representantes da agroindústria familiar, onde apresentou as estratégias, valores disponibilizados e as perspectivas do cenário econômico. “Temos que valorizar o momento positivo que o setor está vivendo. E o Sicredi também vem avançando num movimento contrário ao mercado quando registra crescimento na captação da poupança, que é o nosso grande financiador do agronegócio”, explica Gerson Seefeld, diretor executivo da Central Sicredi Sul.
O presidente da Ocergs, Vergílio Perius, salientou que na pesquisa anual do desempenho das cooperativas de todos os setores, realizada pela entidade, o Sicredi este ano, figurou novamente como destaque. “O Sicredi é um exemplo por conta do trabalho sério que realiza. Apenas na avaliação dos depósitos à prazo, cresceu mais de 23%. É impressionante, principalmente quando comparado com as demais instituições financeiras, que na média evoluíram menos da metade desse percentual”, ressalta Perius.
Seefeld lembrou que todo o esforço em se manter coeso e consistente no mercado, vem sendo reconhecido pelas agências internacionais de análise de risco de crédito. “No primeiro semestre de 2015, a Fitch elevou os ratings do Banco Cooperativo Sicredi; em fevereiro deste ano conquistamos a classificação da Moody’s. E a obtenção do rating pela Standard & Poor's já está prevista para o 2º semestre de 2016”, explica.
Este reconhecimento, avalia Seefeld, “é fruto de um engajamento em torno do cooperativismo. “O relacionamento junto aos associados, onde atuamos levando consultoria financeira; nossas ações voltadas ao crédito responsável e fomentando a educação financeira; nosso empenho em mostrar a importância do investimento no futuro com a previdência privada; e a nossa baixa inadimplência, fazem o Banco Central destacar nossa responsabilidade social para com as comunidades onde estamos presente”, exalta.
Já o presidente da Emater-RS, Clair Kuhn, abordou a capacidade que o Sicredi tem em ser um parceiro efetivo. “O nosso produtor tem que ser protegido dos ‘vendedores de crédito’. E é isso que os nossos produtores conseguem tendo o Sicredi como parceiro, pois recebem consultoria financeira e até de gestão para as suas propriedades. Por essa forma responsável de agir, é que o Sicredi foi a primeira instituição financeira que procuramos para firmar parcerias”, avaliou Kuhn.
Na pauta do encontro, também foram apresentados os números e ações de fechamento do ciclo Safra anterior (2015/2016). “O evento foi uma forma de agradecer a parceria e reafirmar o convite às entidades das cadeias produtivas do agronegócio gaúcho, órgãos estaduais e federais e representantes da agroindústria familiar, para continuarmos meios de fortalecermos – cada vez mais -, nossa parceria com a efetiva realização de ações que beneficiem as comunidades onde estamos inseridos”, afirma Seefeld.

Fonte: Kátya Desessards – Relações com Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PRF prende traficante com 120 quilos de maconha em Sapucaia do Sul

Em uma abordagem orientada pelo serviço de inteligência, Policiais Rodoviários Federais apreenderam 120 quilos de maconha que era transporta...