Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Aberta a 32ª Feira do Livro de Canoas

O coração de Canoas voltou a bater no ritmo das histórias e personagens da literatura. Foi oficialmente aberta, no final de tarde de sábado, a 32ª edição da Feira do Livro de Canoas, em cerimônia que tomou a área central da Praça da Bandeira.
O ato foi aberto com a apresentação do Coral de Canoas e contou com as presenças do prefeito municipal Jairo Jorge; da vice-prefeita Beth Colombo; do secretário municipal da Cultura, Luciano Alabarse; da secretária-adjunta de Projetos Pedagógicos da Secretaria Municipal de Educação, Érida do Amaral; o vereador Ivo Fiorotti, representando a Câmara Municipal de Vereadores de Canoas; da patrona, escritora Maria Santos Rigo; da escritora homenageada, Martha Medeiros; e do xerife da Feira, o ator Jairo Klein, personificando o dramaturgo William Shakespeare, pelos 400 anos da sua morte.
O secretário Luciano Alabarse comentou que a Feira é um momento marcante da cidadania, porque é pensada nos mínimos detalhes, com atrações para todas as idades e gostos. A homenageada, Martha Medeiros comentou que vivemos numa época fragmentada, de informações que chegam pela metade. “Para se conseguir construir uma identidade consistente, a gente precisa de arte. Precisamos equilibrar a potência da tecnologia com a palavra escrita, com a palavra cantada para não nos rendermos à palavra abreviada”, disse a escritora que se disse muito emocionada por ter sido escolhida como homenageada e ainda mais surpresa quando soube que o Auditório da Feira leva o seu nome. “Não tem quem não se emocione com o desenvolvimento e crescimento da nossa Feira”, comentou a vice-prefeita, professora Beth Colombo, que lembrou que a Praça da Bandeira é um espaço de acolhimento e que todos os canoenses devem festejar esse momento.

A importância dos livros:

O prefeito Jairo Jorge iniciou sua fala citando o escritor argentino Jorge Luis Borges, que imaginou o paraíso como uma grande biblioteca. “É dever da nossa geração preservar o livro. O contato com os escritores é fundamental para buscar a nossa universalidade”. O prefeito também ressaltou que uma feira, como a de Canoas, não é apenas de suas bancas, da comercialização de livros, que também é importante, mas um momento de encontrar a Cultura. “Me sinto realizado pela revitalização da nossa Feira do Livro e por termos trazido para o coração da cidade”, completou o prefeito.
Logo depois, foram entregues placas as homenageadas, Maria Rigo e Martha Medeiros, e o xerife Jairo Klein tocou o sino para uma caminhada nas alamedas da Praça da Bandeira, abrindo, oficialmente, a 32ª Feira do Livro de Canoas.


Crédito da notícia: Daniel Soares Secom/ PMC

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PRF prende traficante com 120 quilos de maconha em Sapucaia do Sul

Em uma abordagem orientada pelo serviço de inteligência, Policiais Rodoviários Federais apreenderam 120 quilos de maconha que era transporta...