Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Amado Batista leva pedrada e encerra show

O cantor Amado Batista ficou ferido após ser atingido por uma pedra de gelo durante um show, no último domingo , em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Ele cantou apenas duas músicas e, depois de ser agredido, encerrou a apresentação. Muitos fãs reclamaram da falta de estrutura da casa noturna, do atraso na apresentação e da falta de respeito ao cantor.
O morador de São Vicente Claudio Santana, de 45 anos, foi ao show com a mulher e uma amiga. Na mesma noite, se apresentaram Buzão do Forró, Forró sem Preconceito, Ednilson Batista e Wesley dos Teclados.
Segundo Santana, o show de Amado Batista atrasou e os outros grupos tiveram que tocar bem mais tempo do que o esperado.
“Teve uma banda antes que ficou mais de duas horas no palco. O pessoal começou a ficar irritado. Todo mundo estava cansado e sofrendo com o calor. Por isso, começaram a vaiar”, conta.
Por volta das 4h15, o cantor Amado Batista começou o show. Ele teria cantado duas músicas e interrompido a apresentação. “Ele fez um sinal com a mão prometendo que ia voltar e cantar todas as músicas de sucesso. Quando voltou, cinco minutos depois, começaram a jogar latinha, objetos e uma pedra de gelo que foi bem na cara dele”, diz Santana, que gravou o momento em que rosto de Amado Batista começou a sangrar e o cantor fez um sinal indicando que o show estava encerrado.

Ainda segundo Claudio Santana, havia seguranças na lateral do palco, mas nada foi feito para identificar os agressores. O público foi indo embora aos poucos. “Foi a primeira vez que fui ao show dele. Foi decepcionante. Eu acredito que foi culpa da casa, porque não estava suportando o número de pessoas. Tem ventiladores no local, mas não suporta o calor. Não tem condição nenhuma de fazer esse show”, reclama Santana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Semana da Diversidade tem atividade no calçadão

A Diretoria das Políticas das Diversidades e Comunidades Tradicionais de Canoas, em parceria com o Conselho LGBT e a Secretaria Municipal...