Juramento do Jornalista

Juro exercer a função de jornalista assumindo o compromisso com a verdade e a informação. Atuarei dentro dos princípios universais de justiça e democracia, garantindo principalmente o direito do cidadão à informação. Buscarei o aprimoramento das relações humanas e sociais,através da crítica e análise da sociedade,visando um futuro mais digno e mais justo para todos os cidadãos brasileiros.

Michael Schumacher permanece em estado crítico

O ex-piloto alemão Michael Schumacher, o maior campeão da história da Fórmula 1 com sete títulos, permanecia  hoje em "estado crítico", depois da queda que sofreu no domingo quando esquiava nos Alpes franceses, anunciou o hospital de Grenoble no qual está internado.
Ele é mantido em coma artificial para limitar os efeitos em seu cérebro das lesões cranianas "difusas e graves" provocadas por um violento choque, apesar do uso de capacete, segundo os médicos.
"Não podemos fazer um pronunciamento sobre a evolução de Michael Shumacher", afirmaram os médicos do Centro Hospitalar Universitário (CHU) de Grenoble.
"Podemos falar de um risco de vida. Ele está em processo de reanimação e a sua condição é considerada muito grave", disse à imprensa o professor Jean-François Payen, chefe do hospital. Mas é "muito cedo" para "falar sobre o futuro" do campeão, acrescentou.
"Alguém que tenha sofrido este tipo de choque sem capacete, com certeza, não teria chegado até aqui", revelou o professor Payen.
De acordo com o neurocirurgião Stephan Chabardes, o ex-piloto da Fórmula 1 estava no domingo "em um estado de agitação", depois de cair enquanto esquiava com seu filho de 14 anos.
O acidente teria ocorrido às 11h00 (08h00 de Brasília) em um setor não sinalizado, segundo serviço de imprensa da estação alpina de Meribel.
"Ele tinha movimentos espontâneos nos quatro membros, mas não respondia a perguntas", disse o médico.
Segundo ele, o estado de saúde do campeão, que bateu com o lado direito da cabeça numa pedra, "se deteriorou rapidamente" e ele entrou em coma, "com sinais de hipertensão intracraniana".
O piloto alemão foi submetido imediatamente a uma intervenção neurocirúrgica e imerso em um coma artificial, em hipotermia entre 34 e 37°C, "para reduzir os estímulos que possam consumir mais oxigênio de seu cérebro", explicou Jean-François Payen.
"Não está prevista uma segunda cirurgia", disse Stephan Chabardes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Confronto entre Municipários e Guarda Municipal de Porto Alegre

Um confronto entre municipários em greve desde o dia 05   e a Guarda Municipal deixou ao menos 12 feridos na manhã desta sexta-feira. O c...